Anúncios
Eleições Partidos Política e Governos

Tirando o fígado (e o blog) da campanha eleitoral

O leitor mais freqüente do blog deve ter reparado que alguns posts sumiram. Eu os apaguei. A minha ideia com o blog era manifestar uma opinião independente e sem paixão, a mais informativa possível. Mas, ultimamente, andei muito engajado e acabei escrevendo alguns textos um tanto quanto panfletários. Não diria incorretos, nem injustos, mas carregados de um tom agressivo.

Não mudei minha opinião política nem passei a ser um santo de uma hora para outra. Não tive o meu momento “a caminho de Damasco”. Entretanto, ao apagar os posts mais duros, quero dizer para os leitores e para mim mesmo que não vejo o meu trabalho de jornalista traduzindo o pensamento de terceiros e tampouco acho que a política deva ser praticada com o fígado.

Continuo achando Jaques Wagner um candidato melhor que Paulo Souto e Geddel Vieira Lima e ainda me posiciono favorável à campanha do atual governador, mas isso não mais será motivo para textos ferinos, passionais e focados em pessoas.

Sobre o que escrevi e apaguei mantenho o essencial e o conteúdo. Acho, por exemplo, que Geddel tem sido boquirroto e exagerado, especialmente no twitter, e que seu marqueteiro não deveria dar links ou vender como verdade mentiras que trazem para a web. Os que me ameaçaram de processo podem usar seu “prints” e o cache da internet para “provar” meus delitos de opinião.

De hoje em diante vou voltar ao blog que eu havia planejado: independente – não neutro ou imparcial, que isso é fantasia, mas independente e honesto. E isso não significa esconder que tenho um lado político, torço por um time de futebol ou tenha um credo que posso defender, mas é bem diferente de ser panfletário.

Anúncios

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 56 anos de idade, 40 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

0 comentário em “Tirando o fígado (e o blog) da campanha eleitoral

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: