Anúncios
Eleições História Pará Partidos Pesquisa Política e Governos

Diferenças entre pesquisas da UFPa e do Ibope no Pará

Publico abaixo um comparativo entre números da pesquisa feita pelo Instituo Veritate, para o Laboratório de Ciência Política da UFPa, e a que fez o Ibope, para a TV Liberal.  Não farei comentários, mas alinhavo algumas diferenças, para facilitar a leitura.

Diferenças fundamentais:

O Veritate ouviu o dobro de eleitores. A margem de erro é muito pequena. No Ibope deveria ser maior.

O Veritate gastou 5 dias no campo, de 11 a 15/09 (isso é significativo, já que pesquisa é um retrato da realidade. Para ter uma ideia, desde o começo da pesquisa e o seu final dezenas de comerciais dos candidatos foram ao ar, além dos programas de rádio e TV, e várias caminhadas e comícios ocorreram). O Ibope fez o seu levantamento entre os dias 14 e 16.

O Veritate não pegou a repercussão da visita de José Serra (dia 15, mesmo dia em que se encerrou o campo). O Ibope pegou. Nenhuma das duas pesquisas alcançou a visita de Lula.

Nos resultados:

Pelo Veritate a diferença é de 17 pontos percentuais. Considerando a margem de erro Jatene teria entre 39,1% e 44,1% e Ana Júlia entre 22% e 27%. Pelo Ibope Jatene teria entre 40% e 46% e Ana Júlia 27% e 33%.

No quesito rejeição a diferença para a anotada para Jatene e Ana Júlia é grande de um instituto para o outro. No Veritate a de Jatene é de 14.2% e no Ibope chega a 19%.  E a de Ana: 38% Veritate e 42% Ibope.

Para o segundo-turno, cada vez mais certo, o Veritate aponta que Jatene ganharia de Ana Júlia de 51,4% a 28,2%. No Ibope os números de Jatene caem para 47% e os de Ana Júlia sobem para 31%, comparando com os do Veritate.

Mantenho tudo o que escrevi antes sobre se haverá ou não segundo-turno na eleição do Pará e sobre a influência da visita de Lula, se bem trabalhada pelo marketing do PT. Depois de olhar as tabelas, clique aqui e aqui.

Comparativo entre as pesquisas eleitoriais mais recentes (Pará)

Para ver também os números do Senado, clique aqui: Comparação Ibope Veritate

Anúncios

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 56 anos de idade, 40 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

5 comentários em “Diferenças entre pesquisas da UFPa e do Ibope no Pará

  1. Realmente essa é uma análise de militante pra militante.
    Parabéns!

    • Não era essa a intenção primária. Não é uma opinião especializada, digamos, mas eu analisei com cuidado. Claro que desejo que a assessoria e apoiadores de Ana Júlia leiam e avaliem em quais pontos eu estou certo. Se precisarem aproveitar, que aproveitem. À militância passo a mensagem de que vai dar certo a labuta dela. Obrigado pela sua visita e pelo comentário. Volte mais vezes e escreva o que quiser. Abraço.

  2. Caro Giorlando

    Como fui citado por você, mando minha contribuição ao debate.

    Dura lex, sede lex…

    Abraços.

    Ronaldo Brasiliense

    Lei das Eleições

    Lei nº 9.504, de 30 de setembro de 1997

    Estabelece normas para as eleições.

    Art. 2º Será considerado eleito o candidato a Presidente ou a Governador que obtiver a maioria absoluta de votos, não computados os em branco e os nulos.

    § 1º Se nenhum candidato alcançar maioria absoluta na primeira votação, far-se-á nova eleição no último domingo de outubro, concorrendo os dois candidatos mais votados, e considerando-se eleito o que obtiver a maioria dos votos válidos.

    VALE PARA A DILMA (PT)
    Se as eleições ocorressem hoje, a candidata à Presidência da República do PT, Dilma Rousseff, seria eleita já no primeiro turno. Ela dobrou a vantagem sobre o seu principal adversário, o candidato do PSDB, José Serra,aparecendo com 47%, diante de 30% de Serra, e 9% de Marina Silva (PV). Na pesquisa anterior, feita entre os dias 9 e 12, Dilma estava com 41% e Serra com 33%. A pesquisa Datafolha realizada em todo território nacional nesta sexta-feira, 20, ouviu 2.727 entrevistados. Sua margem de erro são de dois pontos porcentuais.
    De acordo com a pesquisa, a candidata petista obteria ” 54% DOS VOTOS VÁLIDOS” votos válidos, superando os 50% necessários para se eleger no primeiro turno.

    VALE PARA O JACQUES WAGNER (PT)
    A mais recente pesquisa Ibope para o Governo do Estado da Bahia foi divulgada no início da noite desta sexta (10) pela TV Bahia e mostra que o governador Jaques Wagner (PT) mantém a dianteira nas eleições e venceria o pleito no 1º turno. Segundo os novos números, o petista tem 49% de intenções de votos, MAIS DO QUE TODOS OS ADVERSÁRIOS JUNTOS.

    VALE PARA A ROSEANA SARNEY (PMDB)

    Pesquisa IBOPE divulgada hoje confirma os resultados das sondagens anteriores: no cenário apontado, Roseana vence no primeiro turno as eleições para o Governo do Estado do Maranhão.
    A governadora e candidata à reeleição pela coligação “O Maranhão não pode parar” (PMDB, PT, DEM, PTB, PV, PR, PSC, PRB, PRTB, PSL, PHS, PMN, PTN, PTdoB, PP, PRP) tem 47% das intenções de votos, contra 25% de Jackson Lago (PDT) e 13% de Flávio Dino (PCdoB). Marcos Silva, do PSTU, aparece com 1%. OS candidatos Saulo Arcangeli (PSOL) e Josivaldo Correa (PCB) não pontuaram, enquanto brancos e nulos somam 3%, e indecisos 11%. Na análise geral, Roseana tem “8 PONTOS PERCENTUAIS A MAIS DO QUE TODOS OS DEMAIS CANDIDATOS SOMADOS, o que aponta a vitória no primeiro turno das eleições de 2010.

    SÓ NÃO VALE PARA O JATENE?
    O candidato do PSDB, Simão Jatene, lidera a corrida ao governo do Pará e venceria já no primeiro turno com uma diferença superior a 500 mil votos, com “51% DOS VOTOS VÁLIDOS, DESCONTADOS BRANCOS E NULOS. Pesquisa do Ibope divulgada hoje, 18, encomendada pela TV Liberal, afiliada da Rede Globo em Belém. mostra Simão Jatene com 43% das intenções de voto , contra 30% da atual governadora Ana Júlia Carepa (PT), candidata à reeleição.

    • Ronaldo, muito bom tê-lo por aqui também (ainda bem que o citei. Rs).

      Sim, a lei vale para todos, entendo e eu a conheço. Mas, minha leitura só não é tão inflexível quanto a sua. Aponto nos meus artigos que, embora sejam os números do Ibope e do Veritate muito superiores para Jatene, o percentual de indecisos, nas duas pesquisas, não nos autoriza a afirmar que a eleição será decidida no 1º turno. Você torce que sim e eu que não, ambos no poder de seus direitos de preferência. O Ibope foi mais cuidadoso em 2006.
      Além do que, pelo Ibope, a margem de erro é igual à diferença entre Jatene e os demais somados. Isso pode significar que Jatene teria até 3 pontos percentuais a mais e Ana Júlia 3 a menos, aumentando a diferença para 9 pontos? Claro. Mas, também significa que Ana Júlia pode 3 pontos percentuais a mais e Jatene 3 a menos, trazendo a diferença para 3 pontos percentuais a favor dos demais, o que leva a eleição ao 2º turno.
      Só para relembrar o principal ponto da minha discordância quanto à comemoração tucana de que tudo se decide no 1º turno, exposto no artigo em que mencione o teu blog: 1. A pesquisa aponta mais de 14,1% de indecisos e mostra que 11,7% dizem que vão anular, não votarão em ninguém, etc. O próprio professor Edir, em seu blog, lembra que o percentual histórico dos votos nulos no Pará não passa de 6%, isso menos 11,7% dá 5,7%. Então, sem querer ser simplista, mas cumprindo a obrigação de ver todos os cenários, teríamos os 14,1% de indecisos mais 5,7%, total de 19,8%, que ainda podem votar em qualquer dos candidatos, inclusive Ana Júlia.

      Muito obrigado por vir aqui. Também frequento o Paraense. O que vale é o debate. Abraço forte.

  3. analisei as pesquisa para governo e percebi que pela margem de erro de cada pesquisa não existe nenhuma divergência. Por que afirmo isso? vamos análise:
    ibope (margem de erro 3 pontos) veriate( margem de erro 2pontos)
    estimulada
    jatene: 43% ( 40% a 46%) 41,6%( 39,6% a 43,6%)
    ana julia 30% (27% a 33%) 24,5%( 22,5% a 26,5%)

    espontanea
    jatene 35% ( 32% a 38%) 36,7% ( 34,7% a 38,7%)
    ana julia 25% ( 22% a 28%) 21,3% ( 19,3% a 23,3%)

    rejeição
    Jatene 19% ( 16% a 22%) 14,2%(12,2% a 16,2%)
    ana julia 42% ( 39% a 45%) 38% ( 36% a 40% )

    segundo turno
    jatene 47%(44% a 50%) 51,4%(49,4% a 53,3%)
    ana julia 31%( 28% a 34%) 28,4% ( 26,4% a 30,4%)

    como temos que levar em consideração a margem de erro, podemos perceber que fazendo a intersecção entre o conjunto da margem de erro de todos os itens nenhum é vazio, o que significa que as pesquisas estão totalmente de acordo uma com a outra. tese provada e sem contestação. concorda?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: