Anúncios
Biografia Esporte Qualquer coisa

Adriano quer voltar. E agora?

E o jogador Adriano, ein? Ambicioso, agora está sendo rejeitado. Quando teve o primeiro problema o São Paulo o acolheu, melhorou e fez o quê? Voltou para a Europa para ganhar mais dinheiro. Nova queda lá, volta ao Brasil. O Flamengo o recebe de braços abertos. Nas entrevistas, chora, fala do seu amor pela família, pelo Brasil, pelo Flamengo. O Brasil gosta dele. Perdoa suas traquinagens. Adriano se sente muito melhor… e faz o quê? Vai para a Europa: ganhar mais dinheiro. Mais uma recaída e ele está querendo voltar.

E agora?

Os clubes, pelo menos São Paulo e Flamengo, dizem não. Ambicioso, irresponsável, embora sensível e gente boa, o craque deve estar se sentindo muito mal, ele que é tímido e depressivo. Tem que pensar, Adriano. Chega de ouvir empresário. Chega de só ouvir o tilintar das moedas. A vida não cabe em uma conta bancária.

Anúncios

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 56 anos de idade, 40 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

3 comentários em “Adriano quer voltar. E agora?

  1. Excelente comentário! Parabéns, virei leitora aqui! Beijocas

    • Oi, Vanessa. Que bom que veio. Também entrei no seu blog e gostei. Hoje é o recomeço deste blog. Fraquinho, assunto meio chôcho, mas apenas para dar o pontapé do reinício do jogo. Obrigado pela visita, jornalista.

  2. Giorlando Lima,

    Íntimo das palavras, discorre com brilhantismo sobre temas diversos e aqui soube bem abordar a ambição desmedida que permeia esse segmento de mercado… Veramente, o vil metal é o pilar dessas relações que iniciam em infâncias paupérrimas, e quase sempre são assessoradas por gananciosos que transformam ingênuos imberbes em indivíduos que apenas visam os ” teres” ou invés dos “seres humanos” , sem valores basilares e nada mais consistente, só o concreto – do concreto. Perdidos em seus castelos de areia, estão sempre à deriva de si mesmos e de suas vontades… Com complexo de “semi-deus” apropriam de tudo o que pensam poder menos da capacidade de lidar com a rejeição… Mas o Adriano não foi “Imperador” por acaso: talentoso, aguerrido e corajoso poderá voltar bravamente, e caso queira passar uma temporada na “terra da felicidade”, o meu Vitorinha o acolherá carinhosamente…

    Muito bom um blog, e enough, com o seu proprio nome…. Parabéns!!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: