Anúncios
Biografia Eu mesmo

Ressalto que já amanheceu.

Outra madrugada atravessada sob a carga de muitas saudades, dos mesmos medos, da constatação da mesma covardia e a certeza da mesma fraqueza. A locutora do Morena By Night avisa que são 5 da manhã. A voz dela sucede a de Jessé, com aquelas rimas de ventos e velas.

Nem vem o sono, nem vem o amanhecer. Parecem ter feito uma combinação, de me deixar só, mais uma vez, torturado pela madrugada que me leva a cartas velhas e à releitura dos bilhetes trocados, tratando de enganos que eu chamava de amor. Um amor, dois amores, outro amor, mais um e todos desaguam na solidão que o único amor deixou.

Amores que chegam como os pombos, ao barulho dos grãos de milho chocando-se com o piso de pedra da praça. Amores que se vão como as pombas espantadas pelo zeloso guardador.

“Pomba minha, que andas pelas fendas das penhas, no oculto das ladeiras, mostra-me a tua face, faze-me ouvir a tua voz, porque a tua voz é doce, e a tua face graciosa.” – Cantares de Salomão, cap. 2, vers. 14.

” Vai-se a primeira pomba despertada… Vai-se outra mais… mais outra… enfim dezenas de pombas vão-se dos pombais, apenas raia sanguínea e fresca a madrugada…

E à tarde, quando a rígida nortada sopra, aos pombais de novo elas, serenas, ruflando as asas, sacudindo as penas, voltam todas em bando e em revoada…

Também dos corações onde abotoam, os sonhos, um por um, céleres voam, como voam as pombas dos pombais;

No azul da adolescência as asas soltam. Fogem… Mas aos pombais as pombas voltam, e eles aos corações não voltam mais…” – Raimundo da Mota de Azevedo Correia (1859/Barra da Magunça, Maranhão – 1911/Paris, França)

Um amor sincero, efetivo, carinhoso, romântico, solidário, sensual, para cada uma e com todas. Um amor eterno. Só que não para sempre. Dias, semanas, meses… nenhum um ano sequer. Viram fim, viram liberdade, viram lágrimas, viram saudade e suas lembranças agora compõem a solidão, como nesta madrugada, em que se repete a incômoda sensação de que amo tanto que amo errado. Não sei amar. Não sei mesmo.

 Itabuna, terça-feira, 30 de julho de 2013.

Anúncios

0 comentário em “Ressalto que já amanheceu.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: