Um pote

Recomeçar. Mudar. Deixar como está. Lutar. Descansar. Invadir. Ceder. Reescrever. Apagar. Não sei. De verdade, não sei. Pode ser só por causa do frio. Deveria ser (mais) simples. Encarar como se fosse apenas um blog. Mas, não sei. Diria às dúvidas, quanto ao meu futuro:…

Anúncios
Leia Mais Um pote

Pessoas que vi recentemente: a menina que pedia fraldas para a avó

O comportamento de algumas pessoas nestes tempos líquidos, como diria minha querida Naudielle, nos faz desconfiados. Não que essa desconfiança seja uma coisa nova. Eu me lembro de um episódio comigo, ocorrido na Estação Rodoviária de Salvador, no longínquo 1979. Um episódio que ajudou a…

Leia Mais Pessoas que vi recentemente: a menina que pedia fraldas para a avó

Sobre uma velha saudade, nada mais

– Não vai doer. A voz parecia distante, quase um sussurro, mas soava clara. Dizia para ele ficar tranquilo porque acabaria rápido. – Você quase não vai sentir. Tentando manter os olhos abertos se via deitado, nu e cercado de sombras. Sombras vestindo luvas. Luvas…

Leia Mais Sobre uma velha saudade, nada mais