Administração Pública

Alívio no interior de Conquista: barragens construídas pela prefeitura começam a armazenar água da chuva

Barragem de Furadinho

Barragem de Furadinho

Localizado no Agreste, sujeito aos castigos da estiagem, Vitória da Conquista é um município que tem uma das maiores extensões rurais do estado da Bahia, onde desenvolve uma agricultura que vai da produção de subsistência a grandes empreendimentos enquadrados na agroprodução, todos dependentes de chuvas, que são irregulares em várias partes do município. Por isso, as administrações municipais, desde muito tempo, preocupam-se com a construção de aguadas, açudes e barragens, com destaque para os governos de Jadiel Matos e José Pedral Sampaio, chegando ao auge na administração de Guilherme Menezes, que construiu o maior quantidade de represas de água, em seus quatro governos.
 

E esta semana moradores e pequenos produtores, maiores beneficiados com o trabalho da prefeitura, comemoram a chuva, mesmo que esporádica, e o fato de que as barragens estão acumulando água. As três mais recentes já ostentam espelhos d’água e os agricultores estão esperançosos em relação às próximas chuvas. Alguns agricultores se animaram e iniciaram o plantio dos mantimentos de sempre: milho, feijão, abóbora, melancia, etc. Outros, mais desconfiados, aguardam pela próxima chuva para depositarem suas sementes no solo.

O fato é que algumas barragens construídas pela prefeitura já ostentam vistosos espelhos d’água. Cientes de que as águas trazidas pela primeira chuva ainda não servem para uso, os lavradores esperam, confiantes, que, a partir da segunda chuva – cuja chegada eles julgam iminente –, o líquido armazenado pelos reservatórios já lhes aliviará a convivência com a seca.

Nessa terça-feira, a reportagem da secretaria de Comunicação da prefeitura esteve em três barragens recentemente entregues pelo governo municipal nos distritos de Bate-Pé e Iguá, que estão entre as mais secas do município (as barragens ficam nos povoados de Furadinho, Boa Vista e Mamão). Na construção desses três reservatórios, a Prefeitura de Conquista investiu R$ 435 mil de recursos próprios. Eles estão entre os 21 que a administração municipal construiu nos últimos dois anos e meio, a fim de possibilitar que os pequenos agricultores tenham onde armazenar a água da chuva.

Furadinho: ‘Água por toda a vida’

No povoado de Furadinho, a cerca de trinta quilômetros do perímetro urbano, na região do Iguá, a chuva já formou um começo de espelho d’água. A capacidade de armazenamento, no entanto, é de 100 milhões de litros, podendo beneficiar diretamente 100 famílias que vivem em Furadinho, Mato Cipó, Papagaio e Lagoa do Faustino.

Morador da zona rural comemora água nas barragens

Joaquim: “Deus vai mandar e vai ter água pela vida toda”

O agricultor Joaquim Ferreira dos Santos, com a experiência de seus 83 anos, se mantém otimista com relação à próxima chuva. Tanto que já plantou sua pequena roça, a poucos metros do reservatório. “A chuva está prometendo, e Deus vai mandar. Se ela encher, nós temos água por toda a vida”, anima-se o agricultor, que é integrante da família que cedeu o terreno para que a Prefeitura construísse a barragem. E, como tal, garante não se esquecer de uma frase dita pelo prefeito Guilherme Menezes: “Ele falou que a terra é nossa, mas a água é de todo mundo”.

(COM TEXTO E FOTOS DA SECOM VITÓRIA DA CONQUISTA)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s