Debate

Conquista: conferência e sessão de cinema debatem direitos de população LGBT

A exibição do filme The Danish Girl (A Garota Dinamarquesa), seguida de um debate encerrará amanhã, oficialmente, a III Conferência LGBT do Território de Identidade Sudoeste da Bahia. A sessão será mediada pela transexual Joane Nahla (graduanda em Cinema e Audiovisual pela Uesb e integrante do Levante Popular da Juventude e da Marcha Mundial das Mulheres). A III Conferência LGBT teve hoje a sua programação principal, no auditório da Secretaria Municipal de Trabalho, Renda e Desenvolvimento Econômico (Semtre), na avenida Bartolomeu de Gusmão. O dia 29 de janeiro é o Dia Nacional da Visibilidade de Travestis e Transexuais. A data marca a luta pelos direitos humanos e pelo respeito à identidade de gênero, em busca do direito à vida sem preconceito e discriminação.

The Danish GirlO longa-metragem The Danish Girl é uma cinebiografia de Lili Elbe (Eddie Redmayne), que nasceu Einar Mogens Wegener e foi a primeira pessoa a se submeter a uma cirurgia de mudança de gênero. Em foco o relacionamento amoroso do pintor dinamarquês com Gerda (Alicia Vikander) e sua descoberta como mulher.

O evento tem a promoção das coordenações da Juventude e de Políticas LGBT, e integra a Semana dos Direitos Humanos realizada na sede do Programa Estação Juventude, localizada na Avenida Bartolomeu de Gusmão, nº 744, Jurema.

 

 

Conferência debateu direitos da população LGBT na região

III Conferência LGBT

Mesa da Conferência LGBT do Território de Identidade do Sudoeste da Bahia, ocorrida hoje.

A III Conferência LGBT do Território de Identidade do Sudoeste da Bahia definiu propostas e diretrizes que serão levadas à 3ª Conferência Estadual dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais. Aconteceu hoje em Conquista, promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, por meio da Coordenação de Políticas de Promoção da Cidadania e Direitos de LGBT.

III Conferência LGBT 2

No evento, a secretária municipal de Desenvolvimento Social, Kátia Freitas, ressaltou a reforma administrativa que implementou a Coordenação LGBT no âmbito da administração municipal, cuja atuação inclui o debate de questões que envolvem a garantia de direitos específicos para essa população. Kátia destacou, também, o direito adquirido pelas pessoas transgênero de registar e fazer do uso do nome social no município, considerado um avanço.

O coordenador municipal de Políticas LGBT, Danillo Bittencourt, aproveitou o momento para lembrar que “não há sociedade com projeto se não houver o entendimento das diferenças. Este é o momento de avaliar a estrada percorrida até aqui e modificar o que for preciso para que Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais sejam reconhecidos aonde quer que estejam”, disse.

A conferência escolheu os delegados do poder público e da sociedade civil para a Conferência Estadual que acontece de 11 a 13 de março de 2016, sob a coordenação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e do Conselho Estadual dos Direitos da População de LGBT, com o tema: “Zero Violência contra LGBT – Construindo uma Bahia que respeite a diversidade sexual e de gênero”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s