Eleições 2016

Enquanto isso, na política conquistense, um grupo faz planos.

Como disse Pedro Massinha, que entende tudo de Conquista, quase tudo de política e ainda mais de pessoas e sociedade, o Maniff Café, na Rua Rotary Club, vai virando um dos pontos da conversa política em Conquista.

Hoje mesmo, às 18h45, o líder de um agrupamento político que busca conseguir um lugar de destaque na sucessão municipal conversa sobre projetos e tática eleitoral em uma mesa a cinco metros de onde estou. A conversa está séria – e animada.

Ouvi, por exemplo, que o empresário Onildo Oliveira Filho foi convidado a entrar no PDT. Onildo, que há pouco mais de uma semana divorciou-se do PSDB por incompatibilidade de princípios, só teria perguntado: “Como é esse PDT?”.

Outro nome ouvido foi o deputado Fabrício Falcão, pré-candidato pelo PCdoB. Pelo tom, Fabrício é um dos nomes considerados para apoio. Diante de uma manifestada preocupação quanto ao fato de ele ser de um partido à esquerda, a pessoa que faz os comentários justifica: “O PCdoB tem alianças e composições importantes com partidos ‘à direita’, com o PSDB, por exemplo, no Maranhão (governador e vice), Contagem, Juazeiro…

Mas, a frase mais significativa, dita com contundência audível até na sede da subseção da OAB, foi: “Nosso grupo só tem dois caminhos: ou lança candidatura própria ou apoia Herzem Gusmão (PMDB), que é o nome mais forte e que representa, em grande parte, o nosso pensamento”.

2016-02-01 19.33.38.jpgMantenho as identidades guardadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s