Pré-candidatos a prefeito de Vitória da Conquista: José Raimundo Fontes.

Posted on quarta-feira, 20 abril 2016

0


O BLOG está publicando perfis dos pré-candidatos a prefeito de Vitória da Conquista definidos pelos partidos. A lista conhecida é, por ordem alfabética: Alexandre Pereira (PSB), Arlindo Rebouças (PSDB), Armênio Santos (PPS), Fabrício Falcão (PCdoB), Herzem Gusmão (PMDB), Marcelo Melo (DEM), Nayana Gusmão (PTdoB) e Zé Raimundo (PT), tendo surgido no início deste mês os nomes do ex-deputado Clóvis Ferraz e do médico Valverde Mont’Alverne, ambos do PSD. O PSOL também anunciou que terá candidato a prefeito, bem como deve surgir um nome do REDE.

Já foram apresentados Marcelo Melo e Armênio Santos e hoje publicamos um perfil de José Raimundo Fontes, deputado estadual e ex-prefeito, mais conhecido apenas como Zé Raimundo. O BLOG pediu a cada um dos pré-candidatos que enviasse um breve currículo e externassem suas opiniões sobre o Brasil e a Vitória da Conquista atuais, além de dizerem qual a principal razão pela qual desejam ser prefeitos do município. Não recebemos nada do pré-candidato Aelxandre Pereira, apesar de sua assessoria ter nos avisado mais de uma vez que estava enviado, o que não ocorreu, e alguns não mandaram resposta completas, mesmo assim, vamos prosseguir postando o material que chegou.

Em seguida a Zé Raimundo, publicaremos o perfil de Nayana Gusmão, que se mantém como opção, apesar de não ter o mesmo espaço na mídia que os demais nomes, e depois dela será a vez de Herzem Gusmão. Os perfis serão publicados, respectivamente, no dia 22 e 24 de abril.

Os textos são de responsabilidade das assessorias dos pré-candidatos. O BLOG  faz, no máximo, pequenos ajustes quando verifica erros de digitação, sem alterar as informações.

JOSÉ RAIMUNDO FONTES (PT)

José Raimundo Fontes 2O deputado estadual José Raimundo Fontes nasceu na fazenda São José, zona rural de Pojuca, na Bahia. Tem 65 anos, é filho dos trabalhadores rurais Maria Lídia Fontes e Antônio Fontes. Tem dois filhos do primeiro casamento e uma neta. Atualmente é casado com a professora universitária Avanete Pereira.

É graduado em Administração Educacional (Pedagogia), pela Faculdade de Educação da Bahia (FACEBA, 1976) e em História (UFBA, 1977). É Pós-Graduado Lato Senso em Conteúdos e Métodos de Estudos Sociais (UFBA, 1977) e em Documentação e Arquivos Históricos (USP/IEB, 1990). É Mestre em Ciências Sociais (UFBA, 1982) e Doutor em História Econômica (USP, 1996). Foi um dos fundadores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), onde atuou como professor, pesquisador, dirigente acadêmico e militante sindical. Em seus trabalhos acadêmicos, dedicou-se à história do trabalho e dos movimentos sociais no Brasil e na Bahia.

Residiu em Salvador por muito tempo, para onde foi ainda adolescente em busca de oportunidades de estudo e trabalho, tendo sido comerciário e operário metalúrgico.

Conhecido popularmente como Zé Raimundo, começou sua militância política nos anos 1960 e integrou organizações que combateram a Ditadura.  Foi um dos dirigentes pioneiros do movimento sindical dos professores de Vitória da Conquista, fundador (PT) e da (CUT). Fez parte em diversas oportunidades da Executiva Municipal do PT, da direção da CUT Regional e da direção Estadual do PT.

Foi candidato a vereador pelo PT em 1982 e a Vice-Prefeito em 1988 e 1992. Exerceu o cargo de assessor da Secretaria de Educação na primeira gestão do PT de Conquista, entre 1997 e 2000. Neste ano, elegeu-se vice-prefeito de Vitória da Conquista e, em abril de 2002, assumiu o cargo de Prefeito, sendo reeleito em 2004, concluindo a sua segunda gestão em 2008. Seu Governo foi marcado pela consolidação e ampliação dos programas sociais e por relevantes investimentos em obras de infraestrutura urbana. 

Em 2010 foi eleito deputado estadual e reeleito em 2014. Na Assembleia, exerceu a Vice-liderança do Governo e atualmente é vice-líder do PT. Tem se destacado em todas às Comissões Técnicas das quais tem sido integrante. É membro das Comissões de  Constituição e Justiça (CCJ), Finanças, Orçamento,  Fiscalização e Controle; Comissão de Acompanhamento das Obras da Ferrovias Oeste-Leste (Fiol) e Porto Sul e da Defesa do Consumidor.

No primeiro mandato recebeu o Troféu Imprensa – Destaque de 2011, concedido por jornalistas e radialistas que acompanham as atividades do legislativo estadual. Foi indicado como relator de mais de cem pareceres sobre projetos de lei, destacando-se os da privatização dos cartórios, das leis de organização das polícias civil e militar e isenção de taxa de vestibular para alunos carentes nas Universidades Estaduais da Bahia.               Foi autor da Lei que garante a livre escolha do segurado pela oficina para o conserto de veículos.

Há que se dialogar com os novos cenários e tendências, identificando os desafios e aspirações que emergem do seio da sociedade e dos diversos grupos e camadas que a constituem.

No exercício do mandato parlamentar, tem reivindicado, mediado e articulado ações, investimentos e obras, junto a órgãos e instituições estaduais e federais para atender às demandas dos municípios da nossa região e de Vitória da Conquista. Especial atenção tem sido dada à UFBA, UESB, IFBA, à educação profissionalizante e ao ensino médio, à construção no novo aeroporto, ao abastecimento de água, à agricultura familiar e à Zona Rural, ao fortalecimento do SUS e à segurança pública. Do ponto de vista político, a atuação de Zé Raimundo tem contribuído para fortalecer as lideranças partidárias locais, as organizações sociais e as iniciativas que orientam e estimulam os diversos atores a participar dos programas governamentais de inclusão social.

Aceitou a ser pré-candidato a prefeito pelo PT nas eleições deste ano como uma tarefa, uma missão, como um profundo compromisso em defesa do projeto político que vem governando a cidade nos últimos anos. Os princípios, diretrizes e prioridades de ações que irão nortear o programa de governo serão objeto de discussão coletiva com a militância, lideranças políticas e a sociedade. Além dos cuidados permanentes com a rotina da gestão, com as áreas de ações continuadas, como saúde, educação, serviços públicos em geral, o desenvolvimento rural, os programas sociais, a conclusão de obras e projetos em andamento, há que se dialogar com os novos cenários e tendências, identificando os desafios e aspirações que emergem do seio da sociedade e dos diversos grupos e camadas que a constituem.