Conquista: Depois de cinco anos de construção prefeitura informa que obras do planetário estão aceleradas

Posted on terça-feira, 28 junho 2016

0


Um equipamento anunciado como de grande importância para a educação pelo prefeito Guilherme Menezes, em 2011, o planetário, que faz parte do Centro Educacional Audiovisual que está sendo implantado no Centro Glauber Rocha, ainda não ficou pronto. Mas, a administração municipal sinaliza que as obras devem ser concluídas ainda este ano. Matéria informativa distribuída pela Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) destaca que as obras de construção do planetário seguem em ritmo acelerado.

 

Obra Planetário 2Obra PlanetárioO equipamento, que recebe investimento de pouco mais de R$ 2 milhões de recursos próprios, terá capacidade para receber 165 pessoas, em sua sala de projeção, e abrigará ainda: área administrativa, almoxarifado, sala de reunião, recepção, sanitários e salões para exposições em geral. A sala de projeção é envolvida por uma área técnica de controle e de produção audiovisual. Segundo a Secom, já foram adquiridos computadores, software, áudio, leds e uma cúpula dome screen, que permitirá a imersão da tecnologia tridimensional, sem auxílio de óculos.

Para implantar a cúpula, as obras de construção do planetário estão atendendo a uma série de especificações do fabricante. “Essa cúpula é produzida nos Estados Unidos e já está sendo transportada para o município. Todos os equipamentos possuem tecnologia de ponta”, destacou a arquiteta do município, Debora Rocha, que explica uma das razões de a obra ainda estar em andamento, mesmo depois de cinco anos: “É necessário que tenhamos projetos específicos, envolvendo os sistemas de áudio, de ar-condicionado e de projeção, tudo milimetricamente executado para que não ocorra nenhuma falha na projeção. Isso já está em fase bem adiantada”.

O planetário vai possibilitar o aprendizado de forma interativa e inovadora. Diversos filmes relacionados a várias áreas de conhecimento serão disponibilizados ao Município pela empresa fabricante. E serão inúmeras as possibilidades de uso futuro, inclusive com projeções em tempo real, visando aprofundar o conhecimento e a pesquisa.

Além das razões técnicas e educacionais, pela importância do equipamento, outras duas há outras duas fortes razões para que o planetário fique pronto: são os últimos meses da gestão do prefeito Guilherme Menezes, que não quer deixar a obra incompleta e faltam 94 dias para as eleições de 2 de outubro.