Romilson não nega que PDT pode apoiar Zé Raimundo: “mas ainda não fechamos, estamos conversando”.

Posted on terça-feira, 26 julho 2016

0


Romilson e Edwaldo

Romilson (PDT) e Edwaldo Alves (PT), secretário municipal de Governo, com quem teria sido fechado o acordo que o pedetista diz que ainda não foi fechado.

Antes de publicar a nota sobre o apoio do PDT e do Grupo Independente a Zé Raimundo (PT) tentei falar com Romilson Filho, presidente do partido em Conquista, sem sucesso. Nota publicada voltei a ligar e conversamos sobre a veracidade da informação. Romilson não negou o acordo e garantiu que ainda esta semana anuncia qual será o caminho do grupo e do partido dirigido por ele. “O que acontece é o seguinte, na verdade, a política pede conversa com todos. Agora mesmo eu estava conversando com os meninos do PSB e também conversei com Armênio, mas, todo mundo só quer dar a vice”.

Romilson nunca tentou me enrolar, conversamos bem, com respeito. E foi baseado nisso que ele me disse que, sim, é possível compor com o PT e apoiar Zé Raimundo.”De por mim, a gente marcharia só, mas depois que todo mundo fez suas dobradinhas a gente tem que conversar, não posso deixar nosso povo na mão. A gente está vivendo num mundo de conversa e tudo é fruto de diálogo e de trabalho. Na eleição de Guilherme eu fui apoiar e não escondi de ninguém. Apoiei Paulo Souto sem problema, não recebi nem um litro de gasolina.” O dirigente do PDT e do Grupo Independente desabafou dizendo que “o pessoal do PT tem mais respeito por nós do que a oposição”.

Para Romilson, quem está à frente da oposição não conseguiu aglutinar, não soube conversar e a oposição está desunida. Ele afirma que não tem restrição nenhuma a conversar com ACM Neto e ou com o governador Rui Costa, porque o projeto é Conquista. E voltou a criticar a condução feita pelo candidato do PMDB. “Herzem não entendeu que não consegue governar sozinho, precisa de todos, de partidos e da população”, afirmou o dirigente pedetista. “E são quatro anos de trabalho que esse pessoal não quer reconhecer”.