Em Vitória da Conquista, grafite de Tiano homenageia o escritor Carlos Jehovah

Posted on quarta-feira, 3 agosto 2016

0


SC2_1817SC2_1835Quem passa pela praça da Bandeira já pode ver em uma das paredes do Mercado Municipal de Artesanato uma grande pintura, ainda não terminada, do rosto de um homem. A obra é uma homenagem feita pela Prefeitura de Vitória da Conquista ao escritor e poeta Carlos Jehovah, por meio da arte do grafiteiro Tiano, 26, como parte do projeto A Voz do Muro, da Secretaria Municipal de Cultura, que pretende colocar a arte em grafite como parte do cenário urbano de Vitória da Conquista. O trabalho foi iniciado na terça (2) e deve terminar no final desta semana.

Tiano começou a fazer grafitagem há 10 anos, em Barra do Choça e Conquista. O retrato de Carlos Jehovah é um dos maiores trabalhos que Tiano já fez. “Sempre faço grafites menores como no Estação Juventude. Esse é uma grafitagem de maior proporção e está bem gratificante, uma experiência para toda região”.

O homeageado escreveu, entre outras obras, o Auto da Gamela, junto com Esechias Araújo Lima. Lançado pela Editora José Olympio em 1980, o livro teve o prefácio da escritora Raquel de Queiroz, sendo bem recebido em vários lugares do Brasil. O poeta, escritor e dramaturgo Esechias, que também faz parte da Academia Conquistense de Letras e da Casa da Cultura, da qual Jehovah é presidente, elogiou o parceiro: “É um nome de grande respeitabilidade em toda região. É um nome reconhecido nacionalmente. Não há um segmento cultural que não tenha o dedo de Carlos Jeovah em Vitória da Conquista. Além de poeta, ele tem o dom de descobrir talentos, pois tem a visão prospectiva e sensível da alma humana”.

Para Poliana Policarpo, que começou a fazer oficina de teatro com Jehovah, aos 13 anos, e por intermédio dele acabou enveredando pelo mundo das letras, o escritor “é um catador de sonhos dos outros, mestre de sonhos. Jehovah é um poeta sonhador que luta por um mundo mais justo”.