A três dias do fim do governo cargos comissionados da prefeitura de Conquista têm corte nos vencimentos

Posted on terça-feira, 27 dezembro 2016

0


TSE

Para ajustar as contas, a prefeitura demitiu e reduziu vencimentos de cargos de confiança, que agora fazem conta de como pagar as despesas de fim de ano.

No início do mês, a primeira surpresa para os trabalhadores com cargos em comissão na Prefeitura de Vitória da Conquista: com a justificativa de ajustar as despesas com pessoal à Lei de Responsabilidade Fiscal, o prefeito Guilherme Menezes mandou exonerar 20% dos chamados cargos de confiança, além do cortar em 10% o próprio salário, do vice e dos secretários. Hoje, mais uma notícia ruim chegou para os cerca de 165 servidores ocupantes desses cargos. Eles perderão 25% das gratificações recebidas.

O problema, segundo os reclamantes, é que muitos desses trabalhadores recebem gratificação – como forma de complementar o salário em razão da responsabilidade da função – há muito tempo, anos até, e todo mundo gastou no Natal ou se planejou para a virada de ano contando com esse valor. O pior, dizem, é que ninguém disse nada e deixaram para a última hora o aviso. “No apagar das luzes os cargos terão 25% do salário cortado… Os secretários apenas 10%… E até o momento nenhuma comunicação formal foi feita!!! Por favor, gostaria de ter meu nome preservado”, queixou-se uma funcionária atingida em mensagem enviada à página do BLOG no Facebook.

Por meio do Whatsapp, o secretário de Comunicação, Ernesto Marques explicou que o corte de 25% não atinge os salários, mas apenas as gratificações: “Houve um corte de 25% sobre as gratificações e só sobre as gratificações. Não alcança os salários, mas obviamente tem impacto no valor líquido que o servidor embolsa”. Segundo o secretário, “como é uma medida que alcança número relativamente pequeno, cada secretário tratou diretamente com seus auxiliares”. Mas a fonte do BLOG diz que não foi comunicada oficialmente. “Fui informada nos corredores hoje. Não chamaram ninguém para conversar, aí procurei um secretário amigo e ele confirmou. Ou seja, na sexta todos serão surpreendidos com um corte de 25%. A exceção dos secretários e prefeito, é claro! Como se ninguém tivesse contas para pagar!”, desabafa.