Conquista: Servidores protestam na prefeitura e governo promete voltar a pagar gratificações retiradas

Posted on terça-feira, 7 fevereiro 2017

0


Nesta terça-feira pela manhã, um grupo de servidores da Secretaria Municipal de Saúde esteve no prédio principal da Prefeitura de Vitória da Conquista para protestar contra o corte linear de gratificações (CET e GEAT) feito pela administração municipal, logo no início do ano. Muitos funcionários tomaram um susto ao receberem o contracheque com valores irrisórios e até negativos, graças ao corte. Com a polêmica instalada, o novo governo avisou que faria uma revisão da medida, que já era para ter acontecido. Com a demora, muitos setores anunciaram protestos, mas só o grupo lotado na Secretaria de Saúde realmente fez manifestação.

herzem-fala-com-pessoal-da-saude

Herzem ouve pessoal da Saúde (Foto: Blog do Rodrigo Ferraz)

Os servidores encontraram o prefeito Herzem Gusmão na entrada da prefeitura e puderam conversar com ele.  O prefeito, mais uma vez, pediu paciência e explicou que o corte foi uma medida necessária para corrigir injustiças e garantir a isonomia no pagamento das gratificações. “Todas as gratificações lineares serão mantidas”, garantiu Herzem, referindo-se, segundo release da Secom, à Gratificação por Condição Especial de Trabalho (CET). O prefeito não explicou se a Gratificação Especial por Atividade Técnica (GEAT), também será paga.

paulo-williams-em-reuniao-com-servidores-da-saude

Paulo Williams recebe servidores (Foto: Secom/PMVC)

Depois de falar com  o prefeito o grupo foi recebido pelo secretário da Administração, Paulo Williams Rocha, que assegurou que o pagamento do CET já tinha sido autorizado pelo prefeito, desde o fim da tarde de ontem, 6, e que sairá numa folha complementar. No início da semana foi liberado o pagamento das gratificações (só CET) de 178 servidores (instrutores de artes, agentes do Simtrans, servidores do SAMU 192, cuidadores de idosos que atuam em casas de acolhimento e dos diretores de mandatos classistas, leia-se, pessoal do sindicato).