Jardins ‘suspensos’ de Conquista: ideia é criticada por reduzir estacionamento no centro, porém, ganha mais elogios

Posted on segunda-feira, 5 junho 2017

1


Jardim suspenso ConquistaUma coisa bonita, que mereceu elogios dos transeuntes. A praça Barão do Rio Branco, no centro de Vitória da Conquista, ganhou canteiros temporários, com árvores e grama. O visual mudou completamente com os jardins provisórios que a prefeitura chama de suspensos.

A parte que foi criticada: a praça mais movimentada da cidade, por onde passam mais de 20 mil carros por dia, cujo espaço é disputado por automóveis, motos e pedestres, teve cerca de 50% de sua área de estacionamento extinta, em uma Vitória da Conquista onde, nos últimos dias, as vagas para estacionar no centro estão sendo reduzidas, com a implantação da parada em fila.

Os jardins que embelezam a praça, ao mesmo tempo que reduzem os estacionamentos e tornam a área ainda mais apertada, foram pensados para comemorar a semana do meio ambiente.

É uma iniciativa da secretaria municipal do Meio Ambiente, que foi responsável, também, pela mudança de árvores plantadas na Avenida Juracy Magalhães para outro lugar, numa ação considerada equivocada, já que, segundo pessoas que trabalharam no plantio, as árvores eram adequadas para aquela avenida e a operação “transplantio” teria sido apenas um capricho da secretária Luzia Vieira, porque, segundo os técnicos, as árvores tinham sido plantadas pela administração do PT, logo depois da saída dela, que foi demitida pelo ex-prefeito Guilherme Menezes.

Na página do BLOG DO RODRIGO FERRAZ no Facebook, que tem mais de 31 mil seguidores e o maior alcance semanal entre os blogs conquistenses, a postagem sobre os jardins da Barão do Rio Branco teve grande repercussão e a grande maioria dos comentários é favorável à iniciativa da prefeitura. Até as 17h30 desta segunda-feira, 82 pessoas haviam opinado sobre o assunto. Pelo menos 51 elogiaram o trabalho e aproximadamente 20 falaram contra e outra parte misturou o elogio com alguma crítica.

Cleusa Viana foi uma das que elogiaram: “Gostei! A cidade esta se transformando!! Paisagismo eh importante!! Elogio a iniciativa!!! O que a população deveria fazer era cooperar para preservar tudo que foi feito!! Parabéns, aplaudo a iniciativa!!👏🏻👏🏻👏🏻”. Alex Silva disse que ficou muito bonita e parabenizou o prefeito. “Parabéns prefeito, quando é para criticar eu critico, para elogiar também não pode ser diferente.” Fabricio Pinto foi enfático nos elogios: “Linda! Bela iniciativa! Parabéns!”, no que concordou Flávia Ferreira que achou a praçaSuper lindona!”. Amanda Jasmine Oliveira Gomes lamentou que os jardins não vão permanecer na praça. “A cidade precisa de mais áreas verdes. Pena que esse canteiro é provisório.”

Entre as críticas, a maioria se referia à diminuição dos espaços de estacionamento, como disse Marcos Andrade: “Já não tem estacionamento agora é que não vai ter mesmo!” Monique Araujo pensa do mesmo jeito: “Já não tem muitas vagas para estacionar, agora Então…” Teve  comentário mais radical, como o de Natália Melo Meira Araújo, que acha besteira o investimento feito na praça. “Gastando o dinheiro público nessas bestagens!! Acorda prefeito”, disse Natália. E Mécia Mendonça Mell disse que é gastar demais. “Acho que o prefeito esta gastando demais e dizendo que não tem dinheiro”. Para Tina Ferraz o dinheiro seria melhor aplicado em postos de saúde: “Invés de fazer praças por que não cuida dos postos de saúde?”

Jéssica Meira rebateu as críticas com um longo comentário onde sugere que os críticos façam uso da ação da prefeitura, em lugar de atacar. Segundo ela, “se faz algo, vocês reclamam, se não faz, vocês também reclamam! Pessoal, saiba olhar pra uma coisa e elogiar, saiba parar de reclamar mais, vocês se preocupam muito com o seu comodismo, hoje todo mundo tá tão estressado no trânsito, que só quer achar sua vaga e parar, roda um pouco, procura. Para de reclamar do prefeito ( não defendo ele) e aproveita o que ele tá te proporcionando! Vai lá, senta e bate um bom papo com um amigo nesse canteiro, tenho certeza que vai te fazer bem! Aproveita, porque pode vir outro e piorar mais!”