Administração Pública

Quem paga a conta da iluminação dos babas no Edvaldo Flores?

Partindo do pressuposto de que a Prefeitura de Vitória da Conquista esteja mesmo com dificuldades financeiras; considerando que a previsão seja queda de arrecadação este ano, a ponto de o gestor mandar cortar horas extras, e percebendo que todos os sinais são de que haverá muita dificuldade para manter os pagamentos de servidores em dia, sou obrigado a perguntar: quem paga a conta de luz dos babas de particulares e de empresas que são realizados à noite no Estádio Edvaldo Flores?

20180212_193148Na segunda-feira, às sete e meia da noite, a bola rolava no gramado sintético no campo do Alto Maron. Segundo o servidor municipal que estava trabalhando no local era o baba da Novo Horizonte. “Novo Horizonte, a empresa de ônibus?”. “Sim, esta mesmo”.

20180212_193233É sempre muito positivo o apoio do poder público ao esporte. As quadras e os campos mantidos pela administração municipal devem servir ao cidadão, ao morador. Mas, e a dificuldade financeira? Já foram R$ 120 mil para o ECPP Vitória da Conquista, o que não se questiona, apesar da péssima negociação do espaço na camisa e do tema de pouco impacto, sem efeito informativo ou educativo, apesar de politicamente correto. Mas, a energia gasta em babas já é um pouco além da conta. Aliás, quem sabe quanto consome por hora aqueles 64 refletores de 2 mil watts acesos?

 

Anúncios

2 respostas »

  1. Achei desnecessário este post, já que o estádio Edvaldo flores é público. Faz parte da PMVC oferecer lazer a população. Se temos um estádio apto para jogos noturnos, a população tem mais que aproveitar.
    Quanto a fala de “baba da novo horizonte” o que há de errado??? Os funcionários não podem se juntar para jogar futebol só Pq são funcionários de uma empresa privada?? Vale salientar que o baba não é da equipe de futebol “novo Horizonte” um clube privado. E mesmo que fosse, qual o problema em incentivar um time esportivo, cedendo o estádio municipal???
    Respondendo a sua pergunta do título da matéria, quem paga a conta é eu, vc e todos moradores da cidade que pagam com a contribuição para iluminação pública. Talvez o estádio não entre nessa contribuição, mas mesmo assim não há motivos para fechar o estádio a noite.
    Mas mesmo assim caso venha argumentos dizendo que a utilização do estádio a noite ainda é um gasto desnecessário, as demais quadras poliesportivas também cairiam no apagão???

    Curtir

    • Saulo, agradeço a sua leitura e participação que, em si, confirmam que o post não é desnecessário. A nota trata do custo da energia elétrica paga pela prefeitura para um baba de um grupo específico. Se outra pessoa de fora do grupo aparecer não joga. Isso já fere a isonomia. Mais: o fato de ser público não quer dizer escancarado. As coisas têm um custo para funcionar e diante de uma crise isso deve ser analisado com muito critério. Sobre ser público e ter que ser usado do jeito que tem sido usado o Edvaldo Flores, pense que as ruas são públicas, diria que até mais públicas que o estádio, pois aquele é patrimônio físico e jurídico da prefeitura e as ruas não são, mas você paga zona azul. As quadras nas ruas não são liberadas com exclusividade para grupos ou empresas, são de uso comunitário. Essa é outra coisa diferente. Algo de uso comunitário é aberto, outras coisas não são, embora sejam públicas. Se você estacionar à noite na frente do prédio da prefeitura será multado; não pode parar seu carro na garagem municipal e nem pegar carona em carros do município, embora tudo isso seja público. O estádio tem um fim específico. Como o Lomantão e o Ginásio de Esportes. Como o Cemae, como as bibliotecas, como a Praça Tancredo Neves, até ela (você não pode entrar naquele cubículo sob a cascata e dormir ali, mesmo sendo público). O nome do negócio é: regra. Há regras. E, mais que isso, há custos. Eu não sou obrigado a pagar para que funcionários de qualquer empresa, mesmo a mais simpática, use um equipamento público como se fosse particular, ainda mais quando os gestores falam de crise financeira e cortam remuneração de servidor.
      Mas, você pode sugerir à prefeitura que faça um edital, divulgue, liberando datas, abrindo o campo para toda a comunidade, oferecendo a mesma chance a todos. Aí eu elogiarei você e a administração. Mas, agora, embora eu respeite sua opinião e entenda o seu lado, mantenho a crítica. Obrigado por participar. O debate é saudável. Abraço.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s