Anúncios
Administração Pública Política

Polêmica sobre remunerações: Herzem ganha o mesmo que Guilherme recebia e salário de prefeito de Feira não é menor

Uma nota da coluna Satélite do jornal Correio sobre os maiores salários de prefeitos da Bahia deu mais combustível para a permanente polêmica nas redes sociais envolvendo adversários e apoiadores do prefeito Herzem Gusmão (MDB). A informação, assinada pelos jornalistas Jairo Costa Júnior e Luan Santos, é de que o prefeito de Vitória da Conquista é o que ganha mais entre os administradores dos maiores municípios do estado (Salvador, Feira de Santana e Conquista), recebendo uma remuneração de R$ 19.132, enquanto ACM Neto (DEM) fica com R$ 18.038,10 e José Ronaldo (DEM) com R$ 8.441.

De acordo com os jornalistas do Correio “o levantamento foi realizado pela filial em Santo Antônio de Jesus do Observatório Social do Brasil (OSB), com base em dados do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). A entidade é voltada para o monitoramento das contas públicas”.  Mas, esta é uma ação de fiscalização que todo cidadão pode fazer, sem precisar de observatórios ou jornalistas, bastando acessar o site do TCM, passar o mouse na aba Controle Social, clicar em Pessoal e depois preencher os espaços escolhendo o município, a entidade (no caso, a prefeitura), o ano, o mês e o tipo de regime (para saber quanto ganham bruto prefeito, vice e secretários marque Agente Político).

José Ronaldo
Prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo

Quem verificar hoje as informações referentes aos salários dos três prefeitos mencionados verá que as cifras até coincidem com os números divulgados pela nota do Correio, porém, há mais a saber que os simples números. No caso da remuneração percebida por José Ronaldo, de Feira, um dado desfaz a versão de que o salário do prefeito daquele município é de apenas R$ 8.441,00: o vice-prefeito, Colbert Martins Filho, percebe R$ 15.031,76 e todo mundo sabe que, no Brasil ou na China, vice-prefeito é o segundo em importância e salário em qualquer administração. O valor atribuído a Ronaldo é aquilo que o gestor optou por receber, não explicando a nota, tampouco o TCM, o que é feito da diferença.

Veja as fotos abaixo, capturadas de telas na internet, pelas quais o valor oficial do salário do prefeito de Feira de Santana fica esclarecido.

 

Colbert Filho assume a prefeitura de Feira a partir do dia 7 de abril, quando o titular se desincompatibiliza para ser candidato a deputado federal, senador ou governador, ainda não há certeza. É esperar para ver se o novo prefeito vai ficar com o que ganha hoje, com os pouco mais de R$ 8 mil que recebe José Ronaldo ou cairão em sua conta os R$ 20.042,34 que desde 2013 é o salário oficial do prefeito feirense.

HERZEM NÃO GANHA MAIS DO QUE GUILHERME

Outro ponto da polêmica foi a ressurreição, patrocinada pelo exército de adversários de Herzem Gusmão nas redes sociais, sobre a diferença de salário do prefeito atual e do anterior, Guilherme Menezes (PT). O assunto foi explorado criando-se um fake tentando convencer as pessoas de que Herzem recebe mais do que ganhava o petista. Não é verdade. O salário do prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários é o mesmo também desde 2013, R$ 19.132,00. A confusão da maioria – e a maldade de alguns – se dá porque em dezembro Guilherme Menezes determinou um corte nos salários dos secretários, do vice e no seu próprio, da ordem de 10%, reduzindo a R$ 17.218,80, mas isso só naquele último mês da gestão.

 

A volta da polêmica provocou mais de 200 novas visualizações em matéria do BLOG publicada em 2016 sobre o assunto: https://blogdegiorlandolima.com/2016/12/05/prefeitura-de-conquista-confirma-demissoes-ultimo-salario-de-prefeito-e-secretarios-e-reduzido/.

 

 

Anúncios

0 comentário em “Polêmica sobre remunerações: Herzem ganha o mesmo que Guilherme recebia e salário de prefeito de Feira não é menor

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: