Polêmica

Delegado detalha operação Factum: Bramont responderá até por tráfico de armas e maus tratos a animais

Dinheiro encontrado na casa de Bramont

Dinheiro encontrado na casa de Bramont (Foto: Divulgação/PF)

Além de corrupção passiva, por cobrar por fora para realizar irregularmente atos cartorários, tanto de particulares, como também de construtoras, corretores de imóveis e despachantes, o radialista Antônio Carlos Bramont, titular do Cartório do 1º Ofício de Registro de Imóveis e Hipotecas, preso hoje, vai ser indiciado em mais seis crimes tipificados no Código Penal: porte de arma, tráfico de arma internacional, desobediência a ordem judicial, falsidade ideológica, uso de documento falso e por manter um papagaio em casa (constitui-se crime ambiental a  guarda de animal silvestre sem a devida autorização do órgão ambiental).

IMG_8306

Delegado-chefe da delegacia da PF em Vitoria da Conquista, Jorge Vinicius Gobira Nunes

O delegado-chefe da delegacia da PF em Vitoria da Conquista, Jorge Vinicius Gobira Nunes, informou aos jornalistas, em entrevista coletiva hoje pela manhã, que além de cobrar uma taxa por fora – além do valor normal via DAJ (Documento de Arrecadação Judiciária) – para agilizar a documentação de imóveis, Bramont mantinha um cartório paralelo em casa, com papel timbrado, carimbos e outros meios de atender os interesses de quem o procurava em busca de uma ação irregular. “Ele praticava todos os atos cartorários em um cartório paralelo que mantinha em casa, com as filhas”, disse o delegado.

Foram encontrados na casa de Bramont 71.780 reais e 2,7 mil dólares, em espécie, e 393 mil reais em cheques. Os emitentes dos cheques também deverão ser chamados a depor e poderão ser indiciados. Fora o dinheiro, a PF localizou um rifle, com uma luneta importada, comprada do Paraguai. Pelos dois objetos, o radialista e tabelião responderá por posse ilegal e tráfico de arma.

As investigações das denúncias de irregularidades e corrupção no 1º Ofício de Registro de Imóveis e Hipotecas começaram em meados de 2016. Segundo o delegado Jorge Vinicius Gobira Nunes, o titular do cartório já vinha respondendo a vários processos administrativos disciplinares, incluindo agressão de servidor. “Ele fazia de tudo para impedir pessoas que não fossem escolhidas por ele de trabalhar no local, agindo para afastá-las, inclusive usando de agressão física”, explicou Jorge Vinícius, para quem a desorganização do cartório, denunciada pela seccional da OAB de Vitória da Conquista “era de propósito, para esconder as irregularidades encontradas”. Segundo o delegado, a operação desta terça-feira não tem relação com a carta aberta da OAB.

Junto com Bramont foram presas Amanda Bezerra Bramont (filha dele), Anna Caroline Bezerra de Castro (prima de Amanda) e a despachante Maria Aparecida de Souza Pereira. Corretores, despachantes e representantes de construtoras já começaram a ser ouvidos pela Polícia Federal. Hoje pela manhã, logo após a entrevista coletiva do delegado-chefe, os jornalistas puderam se encontrar com algumas das pessoas que aparecem no vídeo feito pela PF e divulgado nacionalmente. Constrangidas pela presença dos jornalistas, os envolvidos demonstravam surpresa com a operação e pelo menos um deles disse ao BLOG que não pagava propina para obter mais facilmente a documentação, mas apenas procurava agilizar o lado dos clientes.

Os quatro presos estavam custodiados na Delegacia da Polícia Federal, na avenida Juracy Magalhães bairro Felícia, e depois de indiciados seguirão para os presídios respectivos (masculino e feminino).

VEJA O VÍDEO DO MOMENTO QUE A PF CHEGA AO CARTÓRIO:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s