Anúncios
Eleições Política

José Ronaldo culpa governo do estado pela violência e promete construir barragem do Rio Pardo. E a do Catolé?

IMG_9100
José Ronaldo: “Vitória da Conquista não vai mais precisar enfrentar problema de falta d’água” (Foto: Giorlando Lima)

Em discurso durante o ato de lançamento de sua pré-candidatura a governador na Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista, o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM), reagiu aos dados que denunciam a violência no estado da Bahia e culpou o governador Rui Costa pelo crescimento da criminalidade. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), no Atlas da Violência no Brasil 2018, divulgado na semana passada, a Bahia tem cinco dos 10 municípios mais violentos do país, com base em 2016.

Segundo o pré-candidato demista, o estado não deu resposta convincente diante dos números apresentados e do aumento da violência e teria se limitado a repetir que os homicídios são resultado do tráfico e da guerra da droga, e afirmou que a política de segurança do governo estadual acabou por abandonar os jovens pobres da periferia para o tráfico. José Ronaldo se queixou de que não há ações efetivas e prioritárias para impedir a escalada da violência e lembrou que Vitória da Conquista é uma das cidades mais atingidas.  O pré-candidato a governador mencionou informações de que o município já passa de 100 mortes neste semestre e lamentou o assassinato de dois estudantes na porta de uma escola, onde foram baleados outros dois jovens.

Além de demonstrar preocupação com a violência crescente, José Ronaldo chamou a atenção também para as filas consideradas intermináveis na regulação da saúde e disse que uma solução tem que ser encontrada. “Chegando ao governo, eu imediatamente daria um fim a essa fila direcionando pacientes e fazendo parcerias com hospitais particulares. O povo não pode ser tratado dessa forma. Tem gente morrendo nas filas enquanto aguarda vaga para atendimento”.

IMG_9110
O pré-candidato do DEM falou para um auditório lotado na Câmara de Vereadores (Foto: Giorlando Lima)

Depois de afirmar que sempre evitou seguir os conselhos dos marqueteiros para fazer promessas em suas campanhas, o ex-prefeito de Feira encerrou o discurso em Conquista prometendo resolver o problema de água no município, com a construção da barragem do Rio Pardo, no distrito de Inhobim. José Ronaldo, com a promessa, sinaliza que não levará adiante o projeto de construção da barragem do Rio Catolé. Isso se não for iniciada a obra, já licitada e prometida para este ano pelo seu principal adversário na eleição, o governador Rui Costa.

DUAS BARRAGENS POR MAIS DE MEIO BILHÃO DE REAIS

O projeto da barragem no Rio Catolé, cuja licitação foi vencida pela OAS, está orçado em R$ 204 milhões, sem levar em conta indenizações e obras e serviços complementares. Para a barragem de Inhobim (Rio Pardo) o orçamento atualizado é de R$ 364.432.519,87, sendo R$ 308.216.158,16 para a construção do equipamento, em si, e outros R$ 56.216.361,71 para as demais obras de viabilização do projeto. É praticamente impossível que, no horizonte de, pelo menos, 20 anos, qualquer governo (estadual ou federal) tenha condição de disponibilizar a soma destes valores: aproximadamente R$ 568 milhões.

Segundo o governo do estado, a barragem do Catolé, prevista para funcionar no final do ano 2021, garantirá água por 30 anos para Vitória da Conquista, Barra do Choça e Belo Campo. Segundo o Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS), a barragem de Inhobim “poderá resolver em definitivo as necessidades de abastecimento d’água da cidade de Vitória da Conquista”, beneficiando ainda, Cândido Sales, Belo Campo, Encruzilhada, Ribeirão do Largo e  Barra do Choça.

Como se vê, se a barragem no Rio Catolé não começar este ano, se Vitória da Conquista ganhará uma ou outra barragem vai depender de quem vencer a eleição.

 

Anúncios

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 56 anos de idade, 40 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

0 comentário em “José Ronaldo culpa governo do estado pela violência e promete construir barragem do Rio Pardo. E a do Catolé?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: