Anúncios
Polícia

Três dias depois de ser preso pela 2a. vez, pastor acusado de matar duas mulheres é solto novamente

O desembargador Nilson Castelo Branco, da Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia, concedeu Habeas Corpus e determinou, na quinta-feira, 21, a soltura do pastor Fábio de Jesus Santos, acusado de ser um dos assassinos da pastora Marcilene Oliveira Sampaio e da sobrinha dela, Ana Cristina Santos Sampaio, no dia 19 de janeiro de 2016. Os corpos foram encontrados em uma área de mato às margens da estrada Vitória da Conquista – Barra do Choça.

Segundo o Promotor de Justiça José Junseira Almeida de Oliveira, que assinou a denúncia contra os acusados, o motivo dos crimes teria sido a saída de vários fiéis da igreja de Edimar para seguir a vítima em outra igreja.

images
Pastor Fábio foi preso pela polícia em 2016 junto com o vigilante Adriano Silva

O pastor Fábio de Jesus Santos tinha sido preso, pela segunda vez, por decisão do juiz Reno Viana Soares, da Vara do Júri e Execuções Penais de Vitória da Conquista, na segunda-feira, 18. O juiz havia decretado novamente a prisão preventiva dele, do pastor Edimar da Silva Brito, acusado de mandante, e do vigilante Adriano Silva dos Santos, que teria sido o outro executor das duas mulheres, em decisão de pronúncia que determinou que todos eles sejam julgados pelo Tribunal do Júri.

Para deferir o habeas corpus o desembargador Nilson Castelo Branco, afirmou que não existe fato superveniente que justifique a nova decretação da prisão preventiva e que não foram apontados fatos concretos que revelem a real necessidade do encarceramento do acusado, não existindo óbice para que ele responda ao processo em liberdade.

O desembargador que determinou a soltura do Fábio de Jesus Santos também foi quem determinou a liberdade dos três acusados, em 2017.  Como o vigilante já tinha sido julgado e condenado a 30 anos de reclusão, sua pena foi anulada.

Pastor-Edimar-preso
O pastor Edmar, acusado de mandar matar as duas mulheres, está foragido

A liminar deferida nesta quinta-feira possui força de Alvará de Soltura e já foi encaminhada ao Conjunto Penal de Vitória da Conquista, para cumprimento imediato, libertando Fábio. O vigilante Adriano Silva dos Santos continua preso em Vitória da Conquista e o pastor Edimar da Silva Brito encontra-se foragido.

Anúncios

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 56 anos de idade, 40 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

0 comentário em “Três dias depois de ser preso pela 2a. vez, pastor acusado de matar duas mulheres é solto novamente

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: