Anúncios
Educação Geral Movimentos Sociais

Dia Internacional da Mulher Negra terá atividades comemorativas em Conquista

Para comemorar o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, 25 de julho, quarta-feita, a Associação dos Docentes da UESB (ADUSB) e coletivos feministas da Uesb, campus Vitória da Conquista, preparam diversas atividades de mobilização e convidam a comunidade acadêmica a participar.  O Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha foi definido em 1992, durante o 1º Encontro de Mulheres Afro-latino-americanas e Afro-Caribenhas, na República Dominicana. No Brasil, a lei n° 12.987/2014 regulamentou a data como o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra.

A professora da Uesb e membro do Grupo de Trabalho para Questões de Classe, Gênero e Diversidade Sexual (GTPCEGDS), Márcia Lemos, considera a data fundamental, especialmente em uma “conjuntura de profundo ascenso do pensamento liberal-conservador e de visibilidade às ideias reacionárias e seus conteúdos racistas e misóginos”. Segundo a docente, pois as estatísticas “deixam absolutamente claro o conteúdo de subalternização, de inferiorização das mulheres negras, mestiças, pobres e de periferia na sociedade brasileira”.

MULHERES NEGRAS SÃO AS MAIS AFETADAS

De acordo com as organizadoras do movimento, no Brasil, passados mais de cem anos da abolição da escravatura, a ideologia racista, operada pela ordem do capital e a serviço deste, tem marcado a vida de negras e negros, manifestando-se de diferentes formas. Seja na destruição da sua subjetividade, seja na ocupação dos piores postos de trabalho, com jornadas contínuas e extenuantes, baixa remuneração e expostas ao assédio moral e sexual. Mulheres negras trabalhadoras, pobres e da periferia, têm o acesso negado à saúde pública, ao direito de dispor de seus corpos sem serem hiper-sexualizadas ou mesmo de verem seus filhos crescerem, por conta do genocídio da juventude negra.

Dia Internacional da Mulher Negra

PROGRAMAÇÃO

24 de julho de 2018
19h |Panfletagem nos módulos de aula e setores da UESB – Concentração no Módulo II

25 de julho de 2018
8h |Panfletagem nos módulos de aula e setores da UESB – Concentração no Módulo V
10h |Oficina de Cartazes – Saguão da Biblioteca
12h |Intervenção no Restaurante Universitário (Grupo Apodio)
14h |Panfletagem nos módulos de aula e setores da UESB – Concentração na Biblioteca
15:30 |Intervenções políticas e culturais dos Coletivos (Oficina de Turbantes, Palco Aberto com música e poesia) – Toldo em frente à cantina (a confirmar)
17h |Cortejo com o Samba de Crioula
17:30 |Roda de conversa no auditório da Adusb “Emancipação da mulher negra e transformação social: violências, assédio, saúde mental, luta de classes e anti-racista”

Debatedoras:
Núbia Regina – Doutora em Sociologia e Professora do curso de Ciências Sociais da UESB;
Marina Castro – Discente do curso de Psicologia da UESB e rapper do Rosas do Gueto;
Mayra Rocha – Bacharel em Jornalismo e militante do Coletivo Feminista Classista Ana Montenegro
Nana Aquino – Bacharel em direito e Licencianda em Ciências sociais

20h |Encerramento com intervenções culturais (Samba de Crioula e Rosas do Gueto) – Auditório da Adusb

ENTIDADES QUE REALIZAM O EVENTO

Adusb – Grupo de Trabalho para Questões de Classe, Gênero e Diversidade Sexual (GTPCEGDS); Coletivo Obá Elekó; Coletivo Feminista Classista Ana Montenegro; Pretas da Dió; Coletivo LGBT Comunista; DCE Uesb – Gestão Kamayurá.

— COM TEXTO DA ASCOM ADUSB

PUBLICIDADE:

banner_600x100px_educacao_pmvc

Anúncios

0 comentário em “Dia Internacional da Mulher Negra terá atividades comemorativas em Conquista

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: