Anúncios

Mostra Cinema Conquista passa ao largo dos 20 anos de Central do Brasil, que teve parte rodado em Conquista e divulgou a cidade para o mundo

Em meados de janeiro de 1997, Fernanda Montenegro passou uma semana em Vitória da Conquista para filmar cenas de sua personagem Dora, do filme Central do Brasil, dirigido por Walter Salles. Junto com ela, entre outros nomes do cinema nacional, o menino Vinícius de Oliveira, então com 11 anos, em seu primeiro trabalho. A principal locação foi a Vila Serrana II, mas cenas foram gravadas em outros pontos, como uma das rodovias de acesso à cidade. Walter Salles recebera todo apoio logístico da prefeitura, incluindo hospedagem dos atores e atrizes. Na esteira da popularidade adquirida na eleição de 1996, o prefeito Guilherme Menezes mobilizou empresários e intelectuais que se engajaram no projeto, ajudando das mais diversas formas, incluindo alimentação para o pessoal no set.

Central do Brasil em Conquista 1
Fernanda Montenegro e Vinícius de Oliveira em cena gravada na Vila Serrana II, em Vitória da Conquista

Artistas e técnicos locais tiveram a chance de participar do filme, com falas até. A interação da equipe de Walter Salles com a cidade foi surpreendente e emocionante, como conta o cineasta e produtor cultural Marcelo Lopes, em artigo para o blog Sintoma de Cultura (junho de 2013). Quando o filme ficou pronto e começou a correr o Brasil e o mundo, o notório orgulho dos conquistenses ficou ainda maior por saber que uma parte da cidade, pessoas da cidade, o nome da cidade, a hospitalidade e a cooperação da cidade podiam ser vistos na Bahia, em São Paulo, nos Estados Unidos, na Europa…

Mas, para além da pieguice do autor deste artigo, Central do Brasil foi mais do que um filme brasileiro com participação de conquistense. Fou louvado internacionalmente e em 1989 chegou ao Oscar, entre os cinco melhores filmes estrangeiros e com Fernanda Montenegro entre as cinco melhores atrizes do cinema mundial. Os oito mil membros da Academy of Motion Picture Arts and SciencesAMPAS (nome original em inglês da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que analisa os filmes indicados, o trabalho dos atores e os aspectos artísticos e tecnológicos de cada produção) viram Central do Brasil e o nome de Vitória da Conquista exposto mais de uma vez na tela. O que, certamente, ajudou aquele pessoal de cinema lembrar de Glauber Rocha, o principal nome do Cinema Novo, genial revolucionário que nasceu na cidade.

Foi a última vez que o cinema brasileiro chegou tão perto do Oscar.

Central do Brasil ganhou o Urso de Ouro, principal prêmio do Festival de Berlim, onde Fernando Montenegro ganhou uma estatueta. No importantíssimo Globo de Ouro, a obra de Walter Salles com Vitória da Conquista marcantemete presente, venceu como melhor filme estrangeiro. Central ainda ganharia nas mostras de Havana e San Sebastian.

Fernanda Montenegro, Walter Salles e Vinícius na Mostra
Fernanda Montenegro entre Vinícius de Oliveira e Walter Salles na 42ª Mostra Internacional de Cinema

Na terça-feira (30), como comemoração aos 20 anos do lançamento, Central do Brasil ganhou uma sessão especial na 42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, com a exibição de uma cópia restaurada do filme, no Espaço Itáu de Cinema Augusta. Estavam lá o diretor Walter Salles, Fernanda Montenegro, Vinicius de Oliveira e outros integrantes da equipe. Em dezembro saem cópias do longa restaurado em DVD e Blue-ray.

Na Mostra Cinema Conquista 2018 não está programada qualquer menção a Central do Brasil e a epopeia de sua passagem por Vitória da Conquista. Ou, simplesmente, da importância do longa de Walter Salles para o cinema brasileiro.

O BLOG tentou contato com Marcelo Lopes, diretor do Instituto Mandacaru de Inclusão Sociocultural, que realiza a mostra, mas não teve resposta até a conclusão deste artigo.

VEJA UM DOCUMENTÁRIO (MUITO BOM) PRODUZIDO PELA PRODUTORA PRÓ-VÍDEO DA UESB SOBRE A SEMANA DE FILMAGEM DE CENTRAL DO BRASIL, EM CONQUISTA.


FOTOS: Divulgação/Internet

Anúncios

Comente

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: