Por um lugar na Mesa Diretora PT apoia mesmo candidato que o prefeito à presidência da Câmara de Vereadores

Na semana passada o BLOG procurou os vereadores Fernando Jacaré, Valdemir Oliveira, Coriolano Moraes, Márcia Viviane (todos do PT) e Nildma Ribeiro (PCdoB) para saber deles quais as posições individuais e de grupo em relação à eleição para a presidência da Câmara de Vereadores. Os contatos foram por telefone e WhatsApp. Também fui, pessoalmente, a alguns gabinetes, no dia 24, no turno da tarde, mas não encontrei nenhum dos vereadores que queria entrevistar, porque estavam em atividades externas. Aos parlamentares foi enviada a mesma pergunta: “Poderia me falar da eleição da Mesa Diretora? A oposição pensa em candidato? Há possibilidade de fechar com Sidney? Quais as condições?”

Vamos às respostas:

Fernando Jacaré disse que estava em um hospital, visitando um amigo e ligaria depois. Não ligou. Enviou uma mensagem de voz, educada, mas incompleta: “Poxa, meu, me perdoe. Me envolvi na correira aqui e esqueci. Até estive com Valdemir e ele falou que você…” (nada mais disse).

Coriolano Moraes não respondeu.

Márcia Viviane explicou que não poderia falar, pois as conversas ainda estavam sendo iniciadas. Ao ser questionada qual a tendência, se candidato próprio à presidência ou composição na chapa mista, a vereadora disse que as duas possibilidades estavam na pauta e que seriam discutidas em reunião na terça-feira (31).

Nildma Ribeiro respondeu que a oposição pensava em ter candidato, mas também considerava aceitar compor a mesa mista apoiando um candidato a presidente apresentado pela bancada de apoio ao prefeito Herzem Gusmão.

Valdemir Oliveira, em mensagem de voz declarou que a oposição pensava, sim, em candidato. “Não tem nada fechado, há um grupo ai, nessa articulação do Pastor Sidney, mas nós da oposição ainda estamos reunindo, estamos conversando, debatendo. Tem reunião marcada para o início desta semana, e não tem nada fechado. Nós não fechamos nada, ainda estamos em discussão. Tem vários nomes e a oposição quer, sim, colocar um nome dela e fazer uma composição em relação a isso aí.”

O vereador Danilo Kiribamba, do PCdoB, não foi procurado.

Nesta quarta-feira, o Blog do Rodrigo do Ferraz publicou que a oposição fechou um acordo para a eleição de Luciano Gomes (PR), cuja candidatura teria passado por uma negociação com o prefeito Herzem Gusmão, conforme jornalistas e fontes fidedignas. Sobre isso, Herzem Gusmão optou pelo silêncio, ao ser procurado pelo BLOG.

Na chapa, o petista Valdemir Dias aparece na condição de candidato a primeiro-secretário. O vice-presidente da chapa seria o emedebista Gilmar Ferraz, que foi o candidato do prefeito a deputado estadual, em dobradinha com Lúcio Vieira Lima e o 2º vice-presidente o vereador Cícero Custódio, do PSL, mesmo partido do presidente da República eleito, Jair Bolsonaro. Ainda estaria em aberto o cargo de 2º secretário, que, segundo fontes, estaria reservado para o PCdoB, que tem dois votos, ou ainda para o PT, que tem quatro vereadores, mas não fechou completamente com Luciano, faltando acertar com Coriolano Moraes. Se acertar, o PT pode ficar com dois nomes na Mesa Diretora.

Bancada do PT
Bancada do PT na Câmara de Vereadores. Valdemir Dias, Márcia Viviane, Coriolano Moraes e Fernando Vasconcelos

Cargos

Ao fechar o acordo, o Partido dos Trabalhadores – e a bancada de oposição, em si – sinaliza que sua visão de futuro na política municipal é míope. Prefere deixar de se firmar como força política e cede ao canto de sereia dos cargos. Porque esta é a principal coisa na mesa de negociações. Cada cargo na Mesa Diretora corresponde a um cargo na estrutura diretiva da Câmara de Vereadores, como diretoria-geral, assessoria de comunicação, procuradoria jurídica, etc., cujos salários variam entre R$ 5.000,00 e R$ 7.500,00.

Quando o atual período legislativo começou a oposição contava com dez vereadores, sendo quatro do PT, dois do PCdoB, um do PSB, um do PR, um do PP e um do PSL, que em 2016, ano da eleição dos vereadores, não estava com Jair Bolsonaro, mas gravitava em torno do PT, inclusive com cargos de secretário na administração Guilherme Menezes. Quando os vereadores assumiram, embora o cenário político já estivesse marcado por crises, havia incógnitas quanto à gestão do prefeito Herzem Gusmão, eleito no segundo turno com 95.710 votos (57,58%). O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva ainda não tinha sido preso e dava-se como certo de que ele seria candidato, com as maiores chances de ganhar.

Neste momento, em que o PT lidera a oposição na direção de um acerto eleitoral por cargos na Mesa Diretora, mesmo que a presidência da Câmara de Vereadores fique com o candidato preferido do prefeito, parece não ter lido o recado das urnas. Os partidos de oposição a Jair Bolsonaro e à atual administração municipal deram a Fernando Haddad 58,07% dos votos, exatos 100.751 votos. Bolsonaro ficou com 41,93% ou 72.763 votos. Uma leitura otimista diria que o PT (e demais partidos do campo da esquerda e da centro-esquerda) voltou a ser o partido mais forte na cidade. Uma leitura isenta, como a que o BLOG tenta fazer, indica que o PT foi o real vencedor da eleição no município. A votação do primeiro turno, porque retira da conta os votos de Ciro Gomes, Boulos, Marina, etc., sustenta isso: Haddad teve 72.590 e ficou à frente com 42,81%. Bolsonaro, presidente eleito, obteve 58.938 votos (34,76%) naquela fase da eleição.

Mas, a oposição, com o PT à frente, por ser o maior grupo, sequer tem a altivez de tentar lançar um nome na eleição da Câmara de Vereadores. Para que, se vai perder a eleição e os cargos?


De forma inédita e por uma questão de respeito, este texto foi enviado para todos os vereadores mencionados, para que pudessem ler antes de uma possível publicação, apresentando, se fosse o caso, sua contestação, desmentidos e justificativas, mas, nenhum dos vereadores deu qualquer retorno ao BLOG. Assim, o artigo está sendo publicado, como informação ao leitor e manifestação da opinião jornalística.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente