Uesb aprova cinco projetos de pesquisa voltados para a saúde da população

Com foco no Programa Pesquisa para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde, cinco projetos de pesquisa da Universidade foram aprovados em Edital aberto pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb). Os docentes contemplados são dos campi de Vitória da Conquista e de Jequié, e conta com a participação de docentes e discentes pesquisadores tanto da Universidade como de outras instituições da região.

Pesquisa Uesb
Professora Patrícia Lima no Laboratório de Genética, campus de Vitória da Conquista

Em Conquista, um dos projetos aprovados será desenvolvido em parceria com o Centro Universitário de Atenção à Saúde (Ceuas). Coordenado pela professora Patrícia Lima, a iniciativa tem atendido e feito acompanhamento de pacientes que apresentam hipertensão resistente. “Estes pacientes serão convidados a participarem da nossa pesquisa e, ao concordarem, será coletada uma pequena amostra de sangue dos mesmos para a extração do DNA e análises moleculares”, explicou.

Pesquisa Uesb Aiquara 2
Cerca de 300 idosos já são atendidos pelo projeto em Aiquara (BA)

A docente destacou ainda a importância do projeto. “Os resultados gerados poderão ser utilizados para estabelecer uma nova abordagem, não só para a identificação precoce de pacientes com o potencial de serem hipertensos, mas também daqueles que apresentarão dificuldades para o controle medicamentoso da doença. Além disso, esses resultados também poderão ser úteis para a condução e tratamento da população em geral, contribuindo para a prevenção da doença ou tratamento individualizado para cada paciente”. Além da docente, a equipe de trabalho conta com a participação de mais cinco professores da Universidade e também de estudantes dos cursos de Ciências Biológicas e Medicina.

Segundo o pesquisador, atualmente, participam do estudo cerca de 300 pessoas, com idade maior ou igual a 60 anos. Contribuem com a pesquisa, docentes da Uesb e da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), além de discentes dos cursos de mestrado e doutorado, da iniciação científica e estudantes voluntários dos cursos de graduação da Uesb. “Nos sentimos orgulhosos pelo reconhecimento da importância do tema e do potencial da equipe na execução do projeto. Com os recursos obtidos, serão adquiridos equipamentos e custeio das próximas coleta de dados”, ressaltou o docente.

SONY DSC
Como alvo da pesquisa da Uesb a população se beneficia ao receber cuidados de saúde

De acordo com o docente, a bactéria H. pylori é o principal causador das gastrites, além de ser um fator essencial envolvido nas análises das úlceras pépticas, dos carcinomas gástricos e dos linfomas de tecido linfoide associados à mucosa. “A captação de recurso para a execução do projeto através desse edital é de fundamental importância, sobretudo no atual contexto de contingenciamento drástico do financiamento público para a área de Ciência e Tecnologia em nosso país”, pontuou o pesquisador. Ainda segundo o docente, essa seleção permitirá também a implementação de novas linhas e grupos de pesquisa, por meio das parcerias estabelecidas com as demais instituições participantes.

Professores, médicos e estudantes de graduação e pós-graduação da Uesb, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), da Universidade Federal da Bahia (Ufba), além de profissionais do Instituto do Aparelho Digestivo, do Laboratório Oliveira (Labo) e do Hospital Santa Helena, em Jequié, colaboram com a pesquisa.

A lista completa dos projetos aprovados pode ser conferida aqui.


TEXTO E FOTOS: ASCOM/UESB
 

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente