Anúncios
Eleições Política

Guilherme acha que pode surgir um novo nome do PT para 2020. “Só quero ajudar com meu conhecimento de Conquista”

Nem ele, nem José Raimundo Fontes e nem Waldenor Pereira. O PT pode ter um nome novo em 2020, na opinião do ex-prefeito Guilherme Menezes. Em conversa com o BLOG, pelo telefone, o atual coordenador do Escritório de Representação do Governo da Bahia na capital federal, onde está desde fevereiro do ano passado, afirmou que pensa em ajudar o partido na próxima eleição de prefeito e não em ser candidato. “A eleição ainda está longe, pode acontecer muita coisa até lá”, considera Guilherme.

O BLOG procurou o ex-prefeito conquistense depois ter recebido um telefonema de uma fonte, que dissera ter ocorrido uma reunião entre ele e a senadora Lídice da Mata, do PSB, sobre a possibilidade de ele migrar para o partido socialista. Guilherme negou. “Não é verdade. Nunca houve isso. Eu considero muito Lídice e eu acho que ela me considera, mas nunca houve essa conversa”. Guilherme garantiu que permanece no Partido dos Trabalhadores, “sem qualquer dúvida”.

Sobre 2020, quando ocorrerá nova eleição para prefeito, Guilherme Menezes disse que poderá ajudar o partido. “Eu ainda conheço muita gente em Conquista, então, participar, ajudando, auxiliando, isso está no horizonte”. Diante da observação de que o nome dele tem sido apontado como um dos candidatos mais fortes, Guilherme disse: “Tem essa coisa, mas eu sei que tem muita coisa boa para surgir também. E 2020, Giorlando, você que é muito experimentado sabe, a gente nem sabe como é que 2020 vai existir. Vamos ver 2019, o presidente tomar posse…”

Para Guilherme Menezes, o governo Bolsonaro deverá influenciar na eleição de prefeito. “Eu acho que influencia. Porque é uma ligação, até verticalizada, com esses partidos de direita e tudo”.

Falando da hipótese de ser novamente candidato a prefeito, Guilherme diz que é preciso dar um tempo. “Eu acho que tem um tempo de reflexão, mas o que eu gostaria é de poder estar auxiliando de alguma forma [na eleição de prefeito], porque, principalmente na zona rural, a gente conhece muita gente e também dentro cidade”.

SURPRESAS

Além de Guilherme, outros nomes do PT têm sido lembrados como possíveis adversários do prefeito Herzem Gusmão, no caso de este buscar a reeleição, entre eles, o deputado estadual e ex-prefeito José Raimundo Fontes e o deputado federal Waldenor Pereira, que teria sua vez em 2020. Perguntado se pode se prever as mesmas dificuldades vivenciadas em 2016, quando o ex-prefeito chegou a colocar o nome de Odyr Freire como candidato, mas retrocedeu, para evitar uma disputa prévia interna, que poderia dividir ainda mais o partido, que chegou à eleição chamuscado pelos conflitos, Guilherme Menezes respondeu que “o PT não é fácil, porque é um partido que discute tudo e tem ala majoritária…”.

unnamed (2) (4) (2017_05_14 01_16_18 UTC)
Ao lado de Jaques Wagner (eleito senador este ano), Waldenor, Guilherme e José Raimundo. Para Guilherme, a opção de candidato a prefeito em 2020 pode não ser nenhum deles.

O partido tem essas boas brigas internas e, às vezes, dificulta ou atrasa um pouquinho, mas, com certeza há de ser parido um nome”. O BLOG quis saber se a escolha recairia sobre um dos três principais nomes (ele, Waldenor e José Raimundo), Guilherme disse que pode surgir um nome novo. “Eu acho que pode [aparecer um nome]. Existem as surpresas e pode surgir um nome novo, que possa manter um bom relacionamento com o partido, com a sociedade”. Guilherme admite até a possibilidade de o PT de Vitória da Conquista apoiar um candidato que não seja filiado ao partido, embora também preveja dificuldade para uma hipótese dessa. “Eu acho que sim, se houver, majoritariamente [aceitação]. Mas, não acho fácil”.

WhatsApp Image 2017-03-28 at 22.36.58 (2017_05_14 01_16_18 UTC)
Jaymilton, opção analisada em 2016 e que gerou expectativa positiva dos eleitores

Neste ponto, o BLOG lembrou das conversas que o ex-prefeito manteve, em 2016. com o empresário e presidente da Cooperativa Mista Agropecuária Conquistense (Coopmac), Jaymilton Gusmão Filho. Guilherme disse que a iniciativa foi da executiva estadual do partido, mas que ele, pessoalmente, se precipitou. “Tivemos conversa com ele, mas não foi em nome do partido, foi da executiva [estadual]. Eu acho que eu até me precipitei um pouquinho, fui conversar com ele e outros grupos, para tentar fazer, digamos assim, uma composição para ganhar [a eleição], mas, envolvendo também empresários maiores da cidade, pessoas que gostam da cidade. Mas eu sabia que não era fácil passar por dentro do partido”.

Anúncios

0 comentário em “Guilherme acha que pode surgir um novo nome do PT para 2020. “Só quero ajudar com meu conhecimento de Conquista”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: