Com ações como Prefeitura Móvel governo Herzem Gusmão vai à comunidade em busca de popularidade

Quando chegou ao último de seus 4.868 dias como prefeito de Vitória da Conquista, Guilherme Menezes deixava um legado de transformação na gestão pública local e na infraestrutura do município, principalmente na área social, educação e saúde, embora, hoje, se encontre quem conteste – por má-vontade ou desinformação – as boas gestões de Guilherme. Ao mesmo tempo, no final, ele somava um razoável desgaste pelo demorado período à frente da prefeitura (foram cinco mandatos, sendo três completos dele, um dividido com José Raimundo e um de José Raimundo, num total de 20 anos), à fama de pouco acessível, difícil, arredio.

O prefeito Herzem Gusmão, depois de longo período de amadurecimento eleitoral, encaixou-se na fadiga política das duas décadas de gestões sucessivas do PT e acabou sendo eleito na esteira da rejeição ao PT, com mais de 95 mil votos e começou o governo prometendo resultados a curto prazo. A dificuldade de atender as expectativas da população no tempo prometido e uma sequência de medidas impopulares e polêmicas inúteis, renderam à atual administração baixíssimos índices de aprovação popular.

Nos últimos dias, o governo municipal, certo de que a impopularidade advém da timidez na propaganda das ações desenvolvidas, resolveu intensificar a divulgação, com a utilização das mídias sociais. Como principal figura da administração, Herzem tem gravado mensagens de vídeo que amigos, secretários, colaboradores nomeados em cargos de confiança e seguidores espalham em grupos do aplicativo WhatsApp e em redes sociais como Facebook e Instagram.

Os governistas também divulgam listas de ações e obras que teriam sido realizadas pelo governo, desde reforma de prédios e troca de lâmpadas, a recuperação asfáltica de ruas e implantação de serviços de saúde privados. O importante, agora, é ocupar os espaços possíveis de comunicação, falar de tudo, falar muito e falar bem, como afirmou um seguidor do governo, colaborador por meio de um informal, mas influente, conselho consultivo. O resultado disso ainda não dá para mensurar. Até o início do mês de novembro a avaliação positiva do governo não passava de 30%, índice que o governo reconhece e acha que pode mudar até o início do próximo ano, “mostrando o que já fez”.

Pelas reações às mensagens da prefeitura e do prefeito Herzem Gusmão no Facebook e no Instagram, incluindo aquelas referentes ao aniversário da cidade, não são poucos os conquistenses que não acreditam que o governo seja operoso como tem dito ser. As críticas superam – e muito – os elogios. É justamente a imagem que membros do governo, apoiadores e o próprio prefeito acreditam que será desfeita com uma “comunicação mais eficiente”.

Entretanto, se foram diagnosticadas as causas da impopularidade do governo municipal, entre elas não se inclui a falta de acesso, a não aproximação da prefeitura com a população, porque isso há. Aquilo que, por ausência, ajudou a reduzir a popularidade da gestão Guilherme Menezes não é o que interfere na avaliação da atual gestão. São vários os projetos e ações que colocam a administração nos bairros e distritos do município, como Prefeitura Móvel, Gabinete Itinerante, Bolsa Família Móvel, além de visitas aos bairros, a pedido de moradores ou da iniciativa da gestão.

IMG_4650
Prefeito conversa com moradores durante Prefeitura Móvel no bairro Brasil

CIRCULANDO

Foi assim no domingo (25), quando Herzem Gusmão, acompanhado de secretários e colaboradores, esteve na Urbis V, por solicitação do Movimento Comunitário de Moradores do bairro, que tinham sido recebidos no gabinete do prefeito, na quinta-feira (22). A comitiva passou por ruas e pela feira do bairro, vistoriou escolas e praças, todas com alguma demanda a ser atendida, o que será analisado pela equipe governamental, de acordo com a prioridade, segundo Herzem, que considerou proveitosa a visita: “A gente sente que as pessoas ficam felizes, porque estão vendo técnicos, secretários e prefeito buscando ouvir a população. Saio daqui satisfeito, pedindo a Deus bênçãos para a gente realizar boa parte dos pedidos que nós recebemos”.

Somente nas sete edições do Prefeitura Móvel, sendo quatro bairros (Bruno Bacelar, Urbis VI, Panorama e Pedrinhas) e três distritos (José Gonçalves, Bate Pé e Inhobim) foram realizados quase 30 mil atendimentos e pelo menos 40 mil pessoas circularam pelo local. Os números se referem às seis últimas etapas, pois não foi fornecida a quantidade de atendimentos na edição inaugural, ocorrida nos dias 2 e 3 de junho do ano passado, no Centro Cultural Glauber Rocha, no bairro Brasil. Nestes eventos, a população tem acesso a serviços oferecidos pelas várias secretarias municipais e contato com a equipe de governo, incluindo o prefeito, que despacha no local.

Herzem na Urbis V
Herzem e equipe ouvem moradores da Urbis V sobre problemas no bairro

Com o hábito de circular por bairros e localidades da zona rural e com a prática de levar a administração para atender fora dos prédios e dos horários usuais, Herzem Gusmão leva seu governo para perto da população e abre espaço para o contato da comunidade, interagindo com ela. Ou seja, se a falta de aproximação com a população ou a dificuldade de acesso costumam jogar a avaliação de gestões públicas para baixo, não é disso que o governo Herzem Gusmão padece.

 

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente