IBR de Conquista é o primeiro hospital do interior baiano que pode fazer transplante de coração

Na Bahia, só se tinha notícia de três hospitais com capacidade para realizar transplantes de coração. O Hospital Ana Nery (HAN) foi o primeiro hospital público do estado a fazer a operação, em 2015. Estimava-se que o hospital pudesse fazer de 10 a 20 transplantes por ano. No entanto, nenhum outro no Ana Nery ou na Bahia. Outros dois hospitais no estado chegaram a realizar transplante cardiaco, o Hospital Português e Hospital Santa Izabel. Segundo a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), as cirurgias do Português ocorreram entre 1991 e 1992 e no Santa Izabel em 2008 e 2009. Foram apenas seis transplantes de coração nesses dois períodos.

André Durães, médico cardiologista, especialista em terapia Intensiva e professor de medicina na UFBA, disse ao jornal Correio, em março deste ano, que “o transplante hoje na Bahia está meio órfão. Ele precisa renascer e se estabelecer de uma vez por todas”. A mesma reportagem informa que, apesar de ter equipamentos e equipe treinada, a Bahia não realizava transplante de coração desde 2015, até que o Ana Nery realizou o segundo transplante do tipo, no dia 1º de março deste ano.

Na semana passada, o Hospital IBR, de Vitória da Conquista, anunciou que a unidade obteve habilitação para fazer a operação. Segundo a superintendente do IBR, Valéria Tupi o IBR é o primeiro hospital baiano do interior baiano a reunir condições para realizar o procedimento, estando habilitado pelo Ministério da Saúde, restando apenas a assinatura do contrato com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia para que os transplantes possam ser realizados na unidade.

O médico Maurilúcio Brandão, diretor do IBR, com a superintendente Valéria Tupy, a vereadora Márcia Viviane e o vereador Valdemir Dias

Em visita ao hospital, acompanhada pelo vereador Valdemir Dias, membro da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores, que ela preside, a vereadora Marcia Viviane de Araujo Sampaio,  destacou a importância para Vitória da Conquista e região, e também para o estado da Bahia, a habilitação do hospital conquistense. “É extremamente positivo para Vitória da Conquista e para a Bahia porque é um gargalo que existe no estado. Os pacientes que necessitam são encaminhados para outros estados, como São Paulo e Rio de Janeiro”. Viviane ressaltou que a capacitação do hospital fortalece Vitória da Conqusta como referência em procedimentos de alta complexidade. 

Atualmente, o Hospital IBR já possui Unidade de AVC, Cardiovascular (que realiza mensalmente 60 cateterismos e 30 cirurgias cardíacas, em média), Neurocirurgia e Unidade Endovascular, que realizam atendimentos pelo SUS. Desde o mês de outubro o hospital já conta com leitos de Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica, e já está se preparando para realizar, em convênio com o Governo do Estado, cirurgias cardíacas e neurológicas pediátricas.

SITUAÇÃO ATUAL

Na Bahia, os pacientes que precisam de transplante cardíaco ainda são encaminhados para o Hospital Messejana, em Fortaleza (CE), ou para o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), em Recife (PE). O translado em avião comercial ou através de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) móvel é custeado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), através do programa de Tratamento Fora do Domicílio (TFD/BA), que engloba transplantes e outros procedimentos.

DOAÇÃO

A doação de órgãos e tecidos é gratuita. Quem tiver dúvidas sobre o procedimento pode entrar em contato com a Central de Informações pelo número: 0800 284 0444. O mais importante é comunicar à família e aos amigos este desejo, pois pela legislação atual, todos podem ser doadores desde que a família autorize a retirada dos órgãos. Segundo os médicos, cada doador pode salvar, pelo menos, sete vidas.


COM REPORTAGEM E IMAGENS DO CORREIO* E DA ASSESSORIA DA CÁMARA DE VEREADORES DE VITÓRIA DA CONQUISTA

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

5 thoughts on “IBR de Conquista é o primeiro hospital do interior baiano que pode fazer transplante de coração

  1. Fiquei muito feliz com mais um atendimento tão complexo com esta cirurgia. Nossas médicos são capazes e competentes .Não deixa a desejar aos grandes centros .Sou Baiana mais moro em São Paulohá 44 anos fico na torcida com o progresso da minha querida Bahia Parabéns a toda equipe médica que com certeza fará o seu melhor .Parabéns e que Deus os conduza a mão de cada um nas cirurgias.

Comente