Prefeito diz que vai deixar o cargo porque Deus tirou a política do coração dele.

Enquanto há milhares de políticos apegados aos cargos e outros milhares sonhando em comandar uma prefeitura, o gestor municipal de Manoel Vitorino avisou que vai desistir do mandato, porque Deus tirou o interesse por política do coração dele.

O prefeito de Manoel Vitorino, município da região de Jequié e a 115,9 quilômetros de Vitória da Conquista, Heleno Vilar (PSD), 47 anos, anunciou na tarde dessa quinta-feira, 20, durante sessão na Câmara Municipal, que irá deixar o cargo. A notícia já tinha sido antecipada pelo gestor à pessoas próximas. A blog o GIRO, baseado em Ipiaú, o prefeito confirmou a informação. “Deus tirou a política do meu coração. Orei, busquei entendimento dele e recebi sinais e confirmação que eu poderia parar. Saio com a sensação de dever cumprido”, comentou.

Prefeito de Manoel Vitorino, Heleno Vilar

O gestor confessou que já vinha pensando nessa decisão há algum tempo. Prefeito eleito por três mandatos, Heleno Vilar afirmou ao GIRO que agora pretende voltar a atividade de dentista. Ele segue no comando da prefeitura até o último dia deste ano, em seguida irá entregar a sua carta de renúncia. No lugar dele vai ficaar o vice-prefeito, Silvany Barros (PR), 48 anos, que já esteve no cargo.

O prefeito Heleno Vilar já havia pedido afastamento por 30 dias, no dia 13 de novembro, tendo reassumido duas semanas depois.

Leia mais matérias do Giro.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente