Anúncios
Cidade Economia Política

Gasoduto para Conquista: deputados do PT calados, Fabrício atrasado, Luciano Gomes com ciúme e chance de chegar quase zero

Houve um tempo em que os setores representativos da comunidade conquistense se uniam quando havia uma demanda que pudesse favorecer toda a comunidade. Isso foi há muitos anos. Com a chegada do PT aos três níveis de poder: municipal, estadual e nacional, as articulações passaram ser exclusivas, por conta da “ligação direta”, com pouca presença da sociedade. O estilo do ex-prefeito Guilherme Menezes não era o de puxar cordões e comprar brigas públicas com governadores ou com órgãos governamentais.

Ao fim do seu último governo, Guilherme estava sendo chamado, mais do que de calado, de omisso, de forma injusta, e de inacessível por representantes dos segmentos empresariais de Vitória da Conquista, o PIB a que se refere tanto o atual prefeito Herzem Gusmão, assim, vinham da comunidade os principais movimentos para que algumas dos investimentos mais importantes viessem a acontecer, como o aeroporto, insistentemente cobrado pelo Movimento Conquista Quer Voar Mais Alto, com o empresário José Maria Caires à frente.

Eis que, no final de 2018, o mesmo José Maria resolveu levantar outra bandeira: trazer o gasoduto para Vitória da Conquista. O Gás Sudoeste, nome do projeto da Bahiagás, está saindo de Ipiaú e vai até Brumado, fazendo uma curva para não passar em Vitória da Conquista, porque, segundo a empresa, a cidade não tem demanda que justifique o investimento, orçado em R$ 436 milhões, na totalidade. Mas, a verdade é que José Maria acordou tarde.

Quase ao mesmo tempo, dias antes ou dias depois, também levantou a voz pelo gasoduto em Conquista, o vereador Luciano Gomes (PR), que é o atual presidente da Câmara Municipal. Luciano fez um discurso no dia 7 de dezembro, reclamando do suposto cartel formado por postos de gasolina de Vitória da Conquista e sugeriu que o combate mais frontal à prática seria a chegada do gasoduto à cidade. “Porque Conquista não tem um gasoduto? Falta de força política ou porquê o cartel é forte e não deixa?”, questionou.

O vereador voltou a tocar no assunto na sessão do dia 12, mas, preocupado com a própria eleição à presidência da Casa, não articulou nenhuma ação. Foi informado que o empresário José Maria Caires estava articulando dois movimentos importantes, com empresários, setores representativos da sociedade, incluindo a Câmara de Vereadores, para brigar pela duplicação da BR 116 ou a suspensão do pagamento do pedágio e pelo gasoduto.

REUNIÃO DIA 31

No dia 3 deste mês, Caires deu um passo no movimento pelo gasoduto e se reuniu, acompanhado pelo deputado estadual Fabrício Falcão (PCdoB), com o presidente da Bahiagás, Luiz Raimundo Gavazza, para tratar preliminarmente do assunto, quando ficou definido que Gavazza e técnicos da empresa estarão em Vitória da Conquista no dia 31, quando discutirão com a comunidade local as possibilidades do gasoduto chegar à cidade.

WhatsApp Image 2019-01-03 at 20.59.07
A partir da esquerda em movimento horário: Luiz Gavazza; assessora da empresa,; Fabrício; assessor da empresa; José Maria e Elias Dourado, presidente do PCdoB de Conquista. em reunião na Bahiagás

Foi quando o presidente eleito da Câmara de Vereadores levantou a voz de novo, desta vez para demonstrar ciúme, um desnecessário ciúme. Segundo o Blog do Anderson, Luciano Gomes reclamou que tem um grupo tentando ser o “pai da criança que não existe”, reivindicando para si a primazia da luta pelo empreendimento da Bahiagás. “Tem pessoas que ao invés de juntar para que a gente possa trazer, estão tentando criar fato novo para não deixar trazer, para atrapalhar a vinda do Gasoduto para Vitória da Conquista”, teria dito Luciano, sem mencionar nomes.

O BLOG vai ouvir Luciano Gomes para ouvir dele sua versão definitiva sobre o assunto. Se mantiver a linha adotada na entrevista ao Blog do Anderson, terá dado um passo em falso para quem assume a presidência da Câmara de Vereadores com a meta de ser um aglutinador, um líder no processo de desenvolvimento do município.

Quanto aos deputados do PT reeleitos para representar as aspirações conquistenses na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal, silêncio, nesta como em outras questões, porque evitam correr o risco de colocar demandas sobre o governador da Bahia. Mas, Fabrício Falcão (PCdoB) se manifestou. Chamado por José Maria Caires, marcou a reunião com Gavazza, que foi indicado para a presidência da Bahiagás, pelo partido comunista. Depois, ao Blog do Anderson, sempre ele, Falcão disse que vai seguir lutando pelo gasoduto “pois, sua vinda vai gerar mais emprego, renda e desenvolvimento para o município”.

Na mesma matéria, é dito que as discussões começaram há quatro anos com inúmeras reuniões articuladas por Fabrício (PCdoB), tendo em vista que a Bahiagás é comandada pelo Partido Comunista do Brasil. Entretanto, cabe o questionamento: se o deputado vem há quatro anos lutando e argumenta com o fato de a direção da empresa estar com seu partido,por que o assunto ficou adormecido este tempo todo, o projeto ficou pronto, está em andamento, e Conquista está fora como sempre esteve?

Para constar, a última vez que o assunto gasoduto foi mencionado em Conquista foi em junho de 2011, em discurso do ex-vereador Hudson Castro, que também estava no PCdoB. Depois disso, só agora, quando o trem já está nos trilhos. Trata-se do maior gasoduto de distribuição do Nordeste e segundo maior do país, cujas obras começaram em setembro do ano passado, e ligará os municípios de Ipiaú e Brumado, passando por Jequié e Maracás, entre outros, menos Conquista.

Traçado Gasoduto
Traçado do gasoduto passa pela região de Maracás até chegar a Brumado.

INVIÁVEL

No final, a contribuição mais efetiva dada a esse debate foi dada por Pedro Massinha em seu blog. Ele publicou uma entrevista, embora sem colocar o nome do entrevistado (mas, pelo conhecimento da empresa e do projeto Gás Sudoeste, parece claro que foi alguém da Bahiagás, que preferiu se preservar no anonimato), cujo conteúdo impõe o entendimento de que o gasoduto não vem. Porque é caro mudar o projeto e é mais caro ainda fazer o percurso dos tubos por nosso município, ao invés de seguir o traçado atual, que segue pela faixa de domínio da ferrovia que já atende a Magnesita, um dos clientes potenciais mais fortes da Bahiagás.

O entrevistado de Massinha diz que “o projeto do gasoduto foi pensado para atender grandes consumidores de gás em Caetité e Brumado (mineradoras) e por viabilidade técnica e econômica ele seguirá pela faixa de domínio da Ferrovia, não há interferência política no processo, a escolha do percurso é essencialmente técnica e estes consumidores justificam o investimento.” Segundo o técnico, não existe viabilidade para o gasoduto chegar a Conquista porque o município não tem demanda suficiente “para justificar os altos custos de instalação de um gasoduto, da ordem de centenas de milhões de reais.”

Ao Blog do Massinha, o entrevistado disse que o gás chegará a Conquista por meio de caminhões em bujões contendo o gás resfriado a temperaturas muito baixas, por questões de segurança e viabilidade econômica. Segundo a fonte de Pedro Massinha, desse jeito, Conquista poderá receber o gás antes mesmo que Brumado, aonde, pelo projeto em andamento, o gasoduto chegará em dezembro de 2021.

Como se vê a luta para convencer os japoneses sócios da Bahiagás e o governo do Estado, que controla a empresa, vai ser grande e demorada. Não comporta paternidades, ciumeira e discursos de ocasião. É preciso unidade. Os outros dois deputados, sempre muito ocupados com a região, são fundamentais nisso. O prefeito Herzem Gusmão também. E o dia 31 de janeiro é só mais um passo. Não é só ouvir as explicações, é juntar força e mostrar que Vitória da Conquista ainda é a cidade aguerrida que cresceu com o esforço conjunto de todos.

 

Anúncios

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 56 anos de idade, 40 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

0 comentário em “Gasoduto para Conquista: deputados do PT calados, Fabrício atrasado, Luciano Gomes com ciúme e chance de chegar quase zero

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: