Anúncios
Esporte

Vitória da Conquista aguarda patrocínio da prefeitura. Sem isso fica difícil fazer um bom campeonato baiano, diz Ederlane

O presidente do ECPP Vitória da Conquista, Ederlane Amorim disse que o prefeito Herzem Gusmão já assegurou ao clube o apoio financeiro da prefeitura para o campeonato baiano deste ano. Como no ano passado, o Vitória da Conquista cederá um lugar na camisa do time para uma propaganda governamental. Só não estão definidos, ainda, o que estará no uniforme e de quanto será o apoio. No ano passado a prefeitura autorizou um contrato de R$ 40 mil, via agência de publicidade. O mesmo formato deve se repetir este ano.

Ederlane tem dito que o ECPP Vitória da Conquista nunca recebeu apoio financeiro direto de nenhuma administração municipal, tendo sido o ano passado a primeira vez. “Não temos ainda noção do valor do patrocínio deste ano, mas só esta intenção de ajudar já é muito importante”, disse o presidente em entrevista ao BLOG. Diante do ano que ele considera o mais difícil para o clube, em termos financeiros, ele explica que sem o apoio da prefeitura ficaria muito complicado. “Ainda bem que o prefeito Herzem, que é um desportista, tem essa sensibilidade”.

Sobre as condições do estádio Lomanto Júnior, principalmente do gramado, o presidente do Vitória da Conquista disse que está se informando por terceiros, já que não tem acesso ao local. “Os laudos foram aprovados e enviados e agora aguardamos a aprovação do gramado, que deve ter definição oficial neste fim de semana, com a visita da equipe técnica da FBF que vem analisar. Este é um problema todo ano, mas sabemos que a prefeitura está fazendo todo esforço para deixar tudo pronto sem maiores problemas”.

Segundo Ederlane Amorim a hipótese de não dar tempo ou de as mudanças no estádio não serem aprovadas nem passa pela cabeça da diretoria, tampouco dos atletas. “Se isso acontecesse seria um prejuízo de todas as ordens: financeiro, psicológico, técnico, físico… Já aconteceu isso em 2016 quando a gente teve que fazer quatro jogos em Ilhéus”, relembra o dirigente, completando que se jogar no sul da Bahia já foi um prejuízo enorme, Salvador, então, seria muito pior, por causa da distância. “Se, na pior das hipóteses, tivermos de jogar em Salvador, além da dificuldades que a gente já enfrenta na formação de elenco, na questão financeira, ia contribuir para uma participação mais efetiva do time na competição”.

Por enquanto, não há problema para o time o Lomantão permanecer fechado até que o campeonato baiano comece, porque o clube dispõe do campo de treinamento da Toca do Bode, “que está em perfeitas condições, e ainda podemos usar o estádio Edvaldo Flores, que é cedido pela prefeitura e tem gramado sintético, que usamos desde a inauguração”. Mas, Ederlane reivindica que o time possa entrar no campo do Lomantão logo que o Baianão se inicie. “É importante que próximo ao início da competição a gente faça alguns treinamentos no campo do Lomanto, até para entender, para ter uma aproximação com a grama real e para saber o estado dela. É importante ter o contato com o campo antes, para que a gente não se sinta tão visitante quanto os times que virão jogar aqui”, finalizou.

Ederlane ao lado do técnico
Ederlane, entre o técnico do ECPP, Everton Goiano e o auxiliar técnico Maycon Pinheiro
Apresentação de treinador
Grupo do Vitória da Conquista está confiante em um bom campeonato
Anúncios

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 56 anos de idade, 40 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

0 comentário em “Vitória da Conquista aguarda patrocínio da prefeitura. Sem isso fica difícil fazer um bom campeonato baiano, diz Ederlane

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: