Anúncios
Governo Política

Cai cotação do nome do deputado federal Waldenor Pereira para a secretaria estadual de Educação

O governador Rui Costa ainda está definindo os nomes que vão ficar e de quem vai entrar para a sua equipe de governo neste segundo mandato. Fontes da imprensa e dos corredores palacianos, que preferem não se identificar, disseram ao BLOG que na últimas horas caiu significativamente a cotação do nome do deputado federal Waldenor Pereira para assumir a secretaria de Educação. Ele é da mesma corrente do governador dentro do Partido dos Trabalhadores e tem relação antiga com Rui. O nome de Nonô, como é conhecido, já vinha sendo falado há alguns dias como um dos mais fortes candidatos a titular no novo secretariado.

A questão era saber se a possível entrada de Waldenor provocaria a saída de outro membro do coletivo, o secretário de Meio Ambiente, Geraldo Reis. Reis é o petista conquistense mais longevo em cargo de destaque no governo do Estado, tendo começado como principal dirigente da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), tendo sido, também, posteriormente, secretário da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos. Fontes do PT e ligadas a Rui Costa enfatizaram, no entanto, que Nonô não pleiteou o cargo de secretário, seu nome surgira na lista em razão de sua experiência na área de Educação e de sua relação com Rui Costa, que não contestou as informações iniciais.

O fato é que há uma grande pressão do PT estadual para que a secretaria de Educação fique com o partido. Os nomes de Waldenor Pereira e de Afonso Florence foram levados ao Palácio de Ondina pela direção estadual para avaliação do governador. Segundo um elevado dirigente do PT, “como os dois deputados fazem parte de duas fortes correntes internas, que, neste último processo eleitoral, conseguiram eleger vários deputados, acredito que haja uma força neste sentido”. Segundo este dirigente, as principais lideranças estaduais do PT avaliam que, tendo em vista a participação periférica do partido no último governo, é chegada a hora de assumir uma pasta importante, ainda mais porque o governador quer dar mais prioridade à área da educação neste mandato.

“Neste sentido, acredito que Waldenor tenha, sim, possibilidades, pois tem experiência como professor e reitor. Além de ser um quadro genuinamente do PT”, avalia. A fonte, é a mais otimista sobre as chances do deputado conquistense. As demais afirmam que Afonso Florence tem sido mais falado para Educação nos últimos dias. Um dos ouvidos pelo BLOG foi objetivamente curto: “Não será”, disse ao responder sobre a chance de Nonô se tornar secretário.

Mas, outros fatores envolvem essa movimentação. O governador teria estimulado a candidatura do então deputado estadual e ex-prefeito de Alagoinhas, Joseildo Ramos, a se candidatar a deputado federal, mas Joseildo não se elegeu, ficando na segunda suplência. Ele, como Rui Costa e Waldenor, é da corrente Reencantar, o que levaria o governador a escalar um deputado federal para o governo, dando oportunidade a Joseildo.

BAGAGEM DE WALDENOR

Waldenor Foto Blog do Anderson
Deputado Waldenor Pereira (Foto: Blog do Anderson)

Na bagagem que credenciaria Waldenor à pasta estadual da Educação, além da presença em comissões parlamentares de educação e cultura, tanto na Assembleia Legislativa como na Câmara dos Deputados, Waldenor Pereira foi reitor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) por dois mandatos, quando a instituição experimentou um dos períodos de maior crescimento e inserção na sociedade regional. As gestões de Waldenor à frente da Uesb ainda lhe rendem elogios, na maioria, e também críticas, como a de ter se beneficiado politicamente.

Quando foi reitor da Uesb presidiu o Fórum de Reitores das Universidades Estaduais da Bahia. Também teve participação decisiva na fundação da Associação dos Docentes da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (ADUSB). Hoje, Waldenor enfrenta resistência entre seus colegas docentes da Uesb, que consideram que ele deixou de ser um defensor da categoria e teria ficado ao lado do governo do Estado quando este tomou medidas que seriam prejudiciais aos professores e reduziriam a autonomia financeira das universidades.

Anúncios

3 comentários em “Cai cotação do nome do deputado federal Waldenor Pereira para a secretaria estadual de Educação

  1. Carlos Antonio Menezes

    Se Waldenor for indicado como Secretário Estadual de Educação, tomara que aconteça, tenho certeza que a Educação na Bahia dará um salto de qualidade. Waldenor é um profundo conhecedor dos problema da educação e se tiver apoio do governo, fará uma grande gestão , como aconteceu quando foi Reitor da Uesb por dois mandatos.

  2. Não podemos esquecer que a gestão dele a frente da UESB, teve o apoio do governador Paulo Souto e do secretário Edilson Souto. Foi o período que a universidade mais cresceu. Coisa que não aconteceu no período Wagner/Rui Costa. Nessa época eu estava la cursando história.

  3. Waldenor será bom nome.
    Gov do estado, tirem Walter Pinheiro da Sec! Aquele sujeito é um desastre!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: