Dos 156 detentos que deixaram o Nilton Gonçalves no saidão de Natal, 93% retornaram espontaneamente. Cinco têm paradeiro desconhecido

Diferente do que foi divulgado (inclusive por este BLOG) na véspera da liberação, não foram 184 os detentos do regime semiaberto do Presídio Nilton Gonçalves beneficiados com a saída temporária do Natal, mas 158. Destes, dois optaram por permanecer na cadeia e dos 156 que saíram, 147 voltaram por conta própria no fim do prazo, representando 93% dos que sairam. Dois morreram em confronto com a polícia, dois estão hospitalizados, e outros dois acabaram sendo presos, um antes do prazo de retorno, no dia 27, e outro ontem (domingo, 13).

Documento a que o BLOG teve acesso ainda no dia 27 de dezembro, 48 horas antes de terminar o período da saidão de Natal, um dos beneficiados, Bruno Nonato Brandão, deu entrada no Conjunto Penal de Vitória da Conquista. O outro que foi preso pela Polícia Militar, Valdivino Carlos de Souza, foi encontrado na manhã de domingo no Condomínio Lagoa Azul, bairro Campinhos, por uma guarnição da 78ª Companhia Independente de Polícia Militar. Segundo boletim da PM, o homem foi levado ao Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep).

Os dois mortos foram Ismael Silva Almeida e Leandro Santos Cerqueira. Segundo boletim da PM os dois reagiram a uma abordagem no mesmo dia em que deixaram o presídio e no tiroteio acabaram mortos. Um deles, Leandro Santos Cerqueira, ou Léo Ridick, morreu duas horas depois de sair do Nilton Gonçalves.

Estariam hospitalizados no Hospital Geral de Vitória da Conquista os detentos Christian Moreira Silva Souza e Edmilton Novaes Alves. Todos os detentos liberados em razão da lei que regula as saídas temporárias teriam que ter retornado até o dia 29 de dezembro. Os cinco sobre quem não se sabe o paradeiro são considerados foragidos.

Preso na celaNúmero de detentos que tiveram o benefício deferido – 158
Detentos que optaram por ficar no presídio – 2
Detentos que efetivamente usaram o benefício – 156
Detentos que voltaram – 145 (92,94%)
Detentos que morreram – 2 (1,28%)
Detentos que foram presos – 2 (1,28%)
Detentos que estariam hospitalizados – 2 (1,28%)
Detentos com paradeiro desconhecido – 5 (3,20%)

 

 

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente