Maetinga, não tem assassinato desde 2014. Barra do Choça tem alta taxa de homicídios. Veja números da violência em alguns municípios da região Sudoeste

A Região Integrada de Segurança Pública (RISP) da qual Vitória da Conquista faz parte tem 94 municípios, portanto, os números apresentados nesta matéria não representam uma avaliação da totalidade da região Sudoeste. O principal critério foi a distância de Vitória da Conquista, embora a lista traga, por exemplo, Boa Nova.

Não houve nenhum assassinato no pequeno município de Maetinga nos últimos cinco anos.  Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública houve apenas o registro de uma tentativa de homicídio em 2017. A última vez que uma pessoa matou outra na cidade foi no dia 23 de junho de 2013. E foi o único naquele ano. Maetinga fica 100 quilômetros de Vitória da Conquista e tem uma população de 3.577 de moradores, segundo a estimativa do IBGE. Em uma lista de 23 municípios pesquisados pelo BLOG Maetinga lidera o ranking dos menos violentos, seguido de Cordeiros, Caetanos, Caraíbas, Mirante e Presidente Jânio Quadros.

O levantamento inclui os números de 2014 até o último dia do ano passado. Considera números absolutos no período mencionado e em 2018 e a taxa de homicídios por 100 mil habitantes. Vitória da Conquista e Barra do Choça aparecem à frente em todos os aspectos entre os mais violentos. Comparando com levantamento publicado pelo BLOG no ano passado, confirma-se uma tendência de queda nos crimes violentos letais intencionais (CVLI) nos dois municípios, desde o início do segundo semestre de 2018, e este ano, até o fim da tarde desta terça-feira, houve um homicídio em Conquista e nenhum em Barra do Choça, mesmo assim, os índices ainda são altos.

Chama a atenção, também, a taxa de homicídios por 100 mil habitantes nos municípios de Barra do Choça (49,97/100 mil) e Planalto (49,82/100 mil). A de Vitória da Conquista ficou em 50,75/100 mil no ano passado. É mais impactante quando se compara com os municípios onde as taxas são baixas. Nem se fala em Maetinga, Cordeiros, Caetanos, Mirante, Presidente Jânio Quadros, Mortugaba e Piripá, onde não se matou ninguém em 2018 e, assim, a taxa fica em zero. Mas, Belo Campo, com 5,77/100 mil, Anagé com 5,49/100 mil, Tremedal, 6,02/100 mil, são realidades a serem estudadas.

O BLOG vai propor ao governador Rui Costa que, além da premiação aos policiais pela redução das mortes violentas intencionais veja uma forma de premiar a população, as comunidades onde a violência não cresce, porque, além de fatores incontestáveis como a guerra das drogas, os atrativos que a cidades maiores oferecem aos ladrões e outros criminosos, o fator social, os relacionamentos sociais, associados à atuação policial, conferem a esses lugares essa condição verificada.

OS MENOS VIOLENTOS

Entre 1º de janeiro de 2014 e 31 de dezembro de 2018, em números absolutos (menos de 10 assassinatos):
Maetinga (zero); Cordeiros (1); Caetanos, Caraíbas, Mirante, Presidente Jânio Quadros (todos com 2); Mortugaba, Piripá (todos com 4); Bom Jesus da Serra, Tremedal (todos com 6); Anagé (7); Ribeirão do Largo (9) e Condeúba (10).

Maetinga
Maetinga: sem assassinatos desde 2014 (Foto: internet)

Em 2018, em números absolutos:
Maetinga, Cordeiros, Caetanos, Mirante, Presidente Jânio Quadros, Mortugaba, Piripá (todos com zero); Caraíbas, Bom Jesus da Serra, Tremedal, Anagé (todos com 1); Ribeirão do Largo, Condeúba e Belo Campo (todos com 2).

Em 2018, considerando a taxa de homicídio a cada 100 mil habitantes:
Maetinga, Cordeiros, Caetanos, Mirante, Presidente Jânio Quadros, Mortugaba, Piripá (todos com 0 por 100 mil); Belo Campo (5,77/100 mil); Anagé (5,49/100 mil); Tremedal (6,02/100 mil); Bom Jesus da Serra (10,05/100 mil); Caraíbas (10,98/100 mil); Condeúba (11,54/100 mil)

OS MAIS VIOLENTOS

Entre janeiro de 2014 e 31 de dezembro 2018, em números absolutos (a partir de 10 assassinatos):
Vitória da Conquista (867); Barra do Choça (85); Poções (76); Itambé (48); Itapetinga (51); Planalto (44); Encruzilhada (38); Belo Campo (20); Boa Nova (14) e Cândido Sales (11).

Em 2018, em números absolutos:
Vitória da Conquista (172); Barra do Choça (16); Itapetinga (14); Planalto (13); Poções (13); Itambé (5); Encruzilhada (5); Boa Nova (5) e Cândido Sales (5).

Barra do Choça
Taxa de homicídios de Barra do Choça é uma das mais altas da região e da Bahia, mas está atrás de Conquista

Em 2018, considerando a taxa homicídios por 100 mil habitantes:
Vitória da Conquista (50,75/100 mil); Barra do Choça (49,97/100 mil); Planalto (49,82/100 mil); Boa Nova (38,60/100 mil); Ribeirão do Largo (31,72/100 mil); Encruzilhada (28,42/100 mil); Poções (27,74/por 100 mil); Itambé (21,40/100 mil); Cândido Sales (19,73/100 mil) e Itapetinga (18,55/100 mil).


Fonte: Site da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP) e levantamentos do BLOG em boletins policiais

 

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente