Depois de 20 dias sem homícidios, Vitória da Conquista registra três em 24 horas

A última sexta-feira (15) caminhava para ser mais um dia sem registro de assassinato em Vitória da Conquista, o último tinha sido no dia 26 de janeiro, mês que teve cinco homicídios no total. Mas, a história mudou no início da noite, com a morte da costureira Maria da Conceição, conhecida como Conça, moradora da Rua Duarte da Costa, no bairro Alto Maron. Segundo relatos ela foi perseguida por um homem que acabou matando-a a tiros quando ela já estava dentro de casa.  A Polícia Civil ainda não tem pistas do assassino, que teria fugido em um carro preto.

Na mesma noite, na Chácara Guarani, próximo ao bairro Lagoa das Flores, Paulo Sérgio de Jesus Brito, de 38 anos, foi alvejado por um homem ainda não identificado. O assassino teria passado na casa de Paulo e chamado pelo nome de um vizinho e quando a vítima foi até a janela para dizer que a pessoa chamava morava ao lado recebeu vários tiros. Quem matou também fugiu de carro, segundo relatos. Paulo Sérgio teria sido assassinado por engano.

No sábado, perto das oito da noite, no Caminho 11, URBIS V, um jovem de 21 anos foi executado por um homem que passou na rua de bicicleta. A Polícia Militar foi chamada por moradores que ouviram os disparos e foi ate o local, encontrando Jeferson Miranda Santos baleado. A viatura da PM teve que escoltar um carro particular em que a família conduziu o rapaz ao hospital, porque, tendo sido chamado, O SMU 192 informou que não havia ambulância disponível. No Hospital Geral de Vitória da Conquista foi constatado o óbito. Foi o terceiro assassinato este mês em Conquista, os três em 24 horas.

No ano passado, fevereiro teve 18 assassinatos. Nos últimos seis meses, sem contar o atual, aconteceram 152 crimes violentos letais intencionais (CVLI), redução de mais de 30% em relação ao período anterior.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente