Anúncios
Ações Governamentais Administração Pública

Prefeito confirma informação do BLOG e diz que Cidade Verde está rodando sem contrato por falta de documentos

Na longa entrevista que concedeu ao programa Bem Bolado, da Melodia FM, no último dia 21, o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, se defendeu da acusação de que a crise no transporte coletivo tenha sido criada no seu governo. E fez pelo menos duas declarações que chamam a atenção: existe mesmo a possibilidade de a Cidade Verde deixar a cidade e a empresa está operando nas linhas que eram da Vitória sem contrato. Além disso, Herzem deixou uma frase enigmática no ar.

O prefeito disse que não ganhou a eleição para reclamar, mas reclamou de ter encontrado a Viação Vitória quebrada. Segundo ele, a administração do PT fez com a Vitória a mesma coisa que fez com a Passaredo, quando tirou uma linha rentável e passou para a concorrente, forçando a empresa a ir embora “antes que quebrasse”. O prefeito afirmou que a administração anterior tirou a linha D 38 da Vitória – que, segundo o prefeito, era não era a mais rentável do sistema, mas era melhor que a Vitória tinha – em um momento difícil da empresa, dando prejuízo por quase dois anos. “Quebraram a Vitória, deliberadamente”.

Além disso, de acordo com Herzem, para complicar ainda mais a situação, a Cidade Verde estava condenada pela justiça, por irregularidades na licitação do lote 2, em processo em que o ex-prefeito Guilherme Menezes também teria sido condenado.

Herzem negou que seja o responsável pela presença das vans atuando no transporte de passageiros na cidade. “Fui eu que espalhei essa desordem na cidade? Nós já encontramos essa situação. E a gente quer regularizar”. Para o prefeito de Vitória da Conquista, um dos fatores que ajudaram a quebrar as empresas foi a tarifa “irresponsável, política, irreal”. Disse que o PT deixou uma tarifa perversa de R$ 2,80, gerando demandas milionárias das empresas, pedindo reequilíbrio financeiro à prefeitura. “Uma pediu 180 e tantos milhões a outra pediu 200 e tantos milhões, porque o PT agiu dessa maneira”.

Para compensar os prejuízos alegados pelas empresas e não quebrar o sistema, Herzem declarou que a prefeitura concedeu dois reajustes de R$ 0,50, em 2017 e 2018, levando a tarifa a R$ 3,80. “E para que a tarifa não passasse dos R$ 4,00 mandamos para a Câmara a isenção do ISSQN”, completou.

O prefeito confirmou ser verdade que a Cidade Verde está pensando em ir embora. “Eu conversei com o diretor, Roberto [Jacomelli, diretor administrativo]. Eu usei a seguinte expressão: ‘Rapaz, o nosso governo tem carregado água no cesto para agradar vocês. Aumentamos 50 centavos, depois mais 50 centavos. Vocês estão operando só [sem concorrência] em Vitória da Conquista. O que vocês diziam da evasão e do prejuízo causado pelas vans, nós partimos para regulamentar e o Ministério Público e vocês não deixaram. Depois, o desembargador disse que não pode mais fazer apreensão de van. Vocês querem que eu faça o quê?’. Eu disse para ele: ‘O que nós podíamos fazer nós fizemos. Eu não vou sacrificar a cidade’”.

SEM CONTRATO

A certa altura da entrevista, o prefeito confirmou que a Cidade Verde, a única empresa – entre muitas procuradas pela prefeitura – que aceitou assumir emergencialmente o buraco deixado pela Viação Vitória, está operando nas linhas do lote 1 sem contrato. “Eu soube que a empresa teria arguido que não assinou o contrato emergencial e que foi algo da prefeitura. Não foi não. É porque faltou documentação da empresa. Tá rodando sem contrato por falta de documento, de pendência da empresa e não da prefeitura.”

Herzem assegura que a prefeitura está fazendo o que pode para segurar a Cidade Verde em Conquista, mas que não passará do limite. Aumento de passagem, então, nem pensar, segundo o prefeito. “Nós tratamos a empresa tão bem, estamos tratando, queremos que ela permaneça, porque ela tem credibilidade na cidade. Eu espero que eles continuem porque a prefeitura já fez o que podia fazer. Nós não colocamos mais um centavo, um real, nada, absolutamente nada nessa tarifa porque a população não vai resistir. Agora, sobre a evasão, que está quebrando empresa, Salvador, em um semestre, perdeu 1.800.000 passageiros. Não é só Conquista que está perdendo, não. Belo Horizonte, Salvador… Pergunte onde não teve uma queda brutal”.

Para o prefeito de Conquista, as perdas de passageiros no transporte por ônibus tem como uma de suas causas principais, a existência dos serviços por aplicativos, como a Uber. “E você sabe quem está fazendo uma sangria violenta, pela eficiência, pela agilidade, pela modernidade? (…) O uber. (…) Eu soube que tem comerciário que está pagando R$ 2,80, R$ 3,00 para ir para casa de uber. Está menos que o ônibus. Não é a prefeitura, não joguem para cima da prefeitura. A prefeitura tem sido corajosa, responsável, altiva, dentro da legalidade. Inclusive a gente vai para o enfrentamento em qualquer instância, com a verdade, com estudo”.

VINDO EM MARÇO?

No meio da entrevista, uma frase enigmática de Herzem Gusmão: “A empresa está vindo em março e praticamente estamos completando quase seis meses”. Será que sem querer, ele disse que em março uma nova empresa está chegando para ficar no lugar da Cidade Verde nas linhas em que ela está operando emergencialmente? Não é improvável, considerando que tem sido muito comentado que a empresa pode ir embora a qualquer momento, inclusive pelo vereador Professor Cori (PT), que tem sido a voz mais constante na defesa o sistema de transporte público na Câmara de Vereadores e já falou da sua preocupação com a possibilidade da saída da Cidade de Verde de Vitória da Conquista.

Anúncios

3 comentários em “Prefeito confirma informação do BLOG e diz que Cidade Verde está rodando sem contrato por falta de documentos

  1. Não dá pra entender os custos das empresas de transporte coletivo! Se um carro particular com o aplicativo Uber faz uma viagem do Centro da cidade até a Urbis VI, cobra R$ 6,80 levando 1 ou 4 passageiros; paga 18% desse valor para a Uber + 35% de combustível e ainda sobra quase 50% do valor! Com tantos lugares num ônibus, com a passagem a R$ 3,80 e os caras não conseguem administrar os ganhos!!

    • Davi …é matemática e matemática bem básica. Senão vejamos:

      * Quanto custa um pneu do ônibus e quanto custou o Pneu do seu automóvel;
      * Quanto é o seu salário e quanto é do motorista e do cobrador?
      * Quantas pessoas seu UBER transporta gratuitamente ?
      * Quantas KM seu UBER roda ao dia?
      * Segundo dados da NTU e o vereador Cori que estudou o assunto um único ônibus roda cerca de 7.000 km em um mês – será que seu UBER roda tanto?
      * Quanto custa uma garagem de ônibus com centenas de funcionários dia e noite para cuidar da frota de ônibus?
      * Quantas meia passagens o UBER concede aos estudantes – no ônibus são meio milhão de meia passagem ao mês.

      Apenas algumas perguntas para responder sua incompreensão com o transporte público.

      Há só para não se esquecer, você roda ininterruptamente das 05:00 da madrugada até as 00:00? Dias úteis, sábados e domingos ? Com linhas e horários sem passageiros ?

  2. Só lembrando, esse prefeito foi eleito com base em muita propaganda enganosa. O PROCON pode me defender, neste caso?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: