Anúncios

Prestes a voltar para Conquista, Guilherme diz que não tem desejo de ser candidato a prefeito de novo

Blogs do sul da Bahia e de Salvador noticiaram esta semana que o suplente de senador Bebeto Galvão (PSB) assumirá o posto que hoje é ocupado pelo ex-prefeito de Vitória da Conquista, Guilherme Menezes, como coordenador do Escritório da Representação do Governo da Bahia em Brasília. Segundo publicou na quinta-feira (28) o blog Pimenta, do jornalista Davidson Samuel, o senador Jaques Wagner (PT) foi quem convenceu o suplente, que almejava um cargo de secretário no governo Rui Costa, a aceitar a coordenação do escritório em Brasília. Guilherme Menezes está na função desde o dia 10 de fevereiro de 2017.

Fizemos contato com o ex-prefeito conquistense para saber se a sua saída está confirmada e se, na hipótese de deixar o cargo em Brasília, ele voltaria para Vitória da Conquista com disposição para ser candidato a prefeito. Guilherme disse que o governador Rui Costa ainda não conversou com ele sobre isso. “Eu não estou sabendo desse acerto”. E a volta a Conquista Guilherme pode se dar a qualquer momento.

“Qualquer hora eu tenho que retornar, minha casa é aí. Vontade não falta [de voltar]”, afirmou o ex-prefeito. Mas, ele explicou que o retorno a Vitória da Conquista não significa que viria para ser mais uma vez candidato a prefeito. Guilherme voltou a dizer que nunca reivindicou ser candidato e que a responsabilidade de fazer o debate para escolher o nome que vai representar o PT na disputa de 2020 é do partido. “Eu não interfiro”, declarou, reafirmando que todas as vezes em que foi candidato atendeu a convocação partidária.

À pergunta do BLOG se ele aceitaria ser candidato se o PT o escolhesse novamente, Guilherme disse que não teria como dizer sim de imediato. “Ah, não sei. Porque aí… Toda vez eu tenho que discutir com a família – e com o partido, com tudo – aí eu não teria resposta, não”.

Ser candidato a prefeito de novo, não seria um desejo de Guilherme, intimamente ele não está com essa disposição, conforme falou ao BLOG. “Nunca foi [um desejo pessoal]. Desde 1992, quando fui candidato da Frente Conquista Popular, pelo PV, foi um desafio que me foi colocado e depois de muita reflexão com a família eu assumi.”

Guilherme encerrou a conversa dizendo que candidatura a prefeito não é um tema que o preocupa neste momento. “Eu não estou preocupado, não. Sinceramente”.


FOTO: Guilherme Menezes com violino doado pelo governo do Estado para o núcleo do programa Neojiba do programa Conquista Criança, em 30jun2016 (GIORLANDO LIMA)

Anúncios

Comente

%d blogueiros gostam disto: