Violência | Quatro mulheres foram assassinadas em menos de duas semanas em Vitória da Conquista

A quantidade de mulheres mortas a tiros já é superior a todo o ano passado.

Este ano, Vitória da Conquista já registrou 14 assassinatos, seis em janeiro, cinco em fevereiro e três em março. Todos com uso de arma de fogo. Quatro das vítimas eram mulheres. A primeira foi Côncia Maria Santos Silva, 58 anos, morta no Alto Maron, no dia 15 de fevereiro. Em março, mês em que se comemora o dia da mulher, 8 de março, foram três vítimas: Márcia Silva Jardim, 40 anos. Morta no bairro Brasil, no dia 2 de março; Maria dos Anjos Ferreira Santos, 22 anos. Morta no Henriqueta Prates, no dia 4 de março; e Larissa Ramos Oliveira, de 23 anos. Morta no bairro Vila Elisa, no dia 4 de março.

Em todos os casos, nenhuma delas tinha respondido diretamente por crimes. Apenas Larissa havia sido conduzida à delegacia mais de uma vez, por ocasião da prisão do namorado, Vítor Neri dos Santos, em 2018. Vítor, conhecido no meio do crime como Binha, tinha sido preso em 2013, acusado do assassinato de Genivaldo Vieira Santos, em um posto de gasolina do Anel Viário, saiu da cadeia e voltou a ser preso no ano passado. A polícia diz que ele é perigoso, envolvido com uma das facções que atuam no tráfico de drogas em Conquista, por isso, a morte de Larissa deixou a polícia em alerta em razão de ocorrer possível retaliação.

Até o fechamento desta matéria a Polícia Civil ainda não apresentou informações complementares sobre os quatro casos.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente