Anúncios
Esporte

A volta por cima | Se vencer Juazeirense hoje, Vitória da Conquista pode até passar Bahia e Vitória e assumir a liderança

O time que começou com o fantasma do rebaixamento rondando pode acabar a rodada na liderança do campeonato, desde que vença o jogo e Bahia, Vitória e Bahia de Feira não passem do empate.

Ontem (9) completou cinco anos que o ECPP Vitória da Conquista venceu o Juazeirense pela última vez. Foi no dia 9 de março de 2014, ano de uma das melhores participações do Bode no Campeonato Baiano. Aliás, foi uma das melhores fases do futebol conquistense. Naquele ano, tanto o Vitória da Conquista como o Serrano foram para a semifinal, fazendo um duelo da capital do café contra a capital do estado, em que Bahia e Vitória se deram melhor. No confronto direto entre os times conquistenses, antes das semifinais, foi uma vitória para cada lado, primeiro 3 a 0 para o ECPP e depois 1 a 0 para o rubro-verde.

Mas, Serrano fora, quem está no caminho do Bode hoje é o Juazeirense. E a verdade é que nos últimos tempos ele não tem dado sorte jogando contra o time formado na beira do Rio São Francisco. Em 2014, empatou em 4 a 4 no estádio Lomanto Júnior e venceu lá no Adauto Moraes por 2 a 1, no distante 9 de março de 2014. Depois disso foram mais dois empates e duas derrotas, uma em Ilhéus (2016), em razão de reformas no Lomantão, e outra em Conquista, no ano passado, chegando pertinho da queda para a segundona e derrubando o técnico Washington Coração de Leão, que começava carreira como treinador no futebol profissional.

São cinco anos sem comemorar um triunfo sobre o Cancão de Fogo. Por isso, mas não só por isso, o Bode vai com toda força para cima e encara a partida como uma decisão, a hora da verdade. É porque, desta vez, a vitória é ainda mais importante, fundamental, pois não apenas garante o vencedor no G4, como pode colocar o Vitória da Conquista na ponta de cima da tabela, passando os dois times da capital.

Por incrível que pareça, o time que viu o fantasma do rebaixamento assombrar logo no começo do campeonato, pode acabar a rodada em primeiro lugar. Vencendo – essa é a aposta da torcida, do time e da diretoria -, o ECPP automaticamente passará o perdedor do Ba x Vi, e poderá ficar à frente dos dois em caso de empate em Salvador. E o melhor dos mundos se completará se o Bahia de Feira também empatar com o Fluminense, pois o Vitória da Conquista assumiria a liderança, dando um passo largo para alcançar a sua sexta semifinal na primeira divisão do Baianão. Chegar lá dependeria só dele.

Já se perder o jogo contra o Juazeirense – hipótese que a torcida nem gosta de imaginar – o Vitória da Conquista corre o risco de ser ultrapassado por Atlético, Fluminense, Jequié e até Jacuipense.

O primeiro critério de desempate em situação de igualdade de pontos é o número de vitórias, depois saldo de gols, seguido de maior número de gols marcados; maior número de pontos ganhos no confronto direto; maior saldo de gols no confronto direto; menor número de cartões vermelhos recebidos; menor número de cartões amarelos e, por fim, sorteio.

O zagueiro Sílvio – atleta símbolo do ECPP – esteve nos últimos três jogos contra o Juazeirense e conhece bem o adversário (Foto: Giorlando Lima, em 4 de fev 2018, ECPP 1 Juazeiro 2)

VEJA O DESEMPENHO DO ECPP VITÓRIA DA CONQUISTA NAS SUAS 13 TEMPORADAS NO CAMPEONATO BAIANO DA PRIMEIRA DIVISÃO

1.      2007 – 8º (Fez 22 jogos. Venceu seis, empatou oito e perdeu outras oito, desempenho de 39%. Fez 22 gols e tomou o mesmo tanto.)

2.      2008 – 3º (Duas fases com jogos de ida e volta, tendo sido o Vitória da Conquista o segundo na primeira fase e o terceiro na segunda fase, quando os quatro primeiros – Bahia, ECPP, Vitória e Itabuna – se enfrentaram)

3.      2009 – 5º (Neste ano ganhou metade dos jogos que fez, 11 em 22, e chegou a 36 pontos com três empates. Foram sete vitórias em casa.)

4.      2010 – 5º (Foi o segundo do grupo 1 na primeira fase. Fez 24 pontos em 12 jogos, 61,5% de desempenho. Foram sete vitórias, sendo quatro em casa. Na segunda fase perdeu três vezes, duas para o Vitória e uma para o Bahia de Feira, em casa, e acabou em quinto no cômputo dos pontos)

5.      2011 – 5º (Terminou em terceiro do seu grupo na primeira fase, com 20 de 36 pontos disputados. Na segunda fase ficou em terceiro do grupo 3, com 7 pontos. Na pontuação geral ficou em 5º lugar. Naquele ano o Serrano foi para a semifinal e foi desclassificado pelo Bahia de Feira, com uma derrota em casa e um empate).

6.      2012 – 4º (Ficou em quarto na primeira fase. Na semifinal enfrentou o Bahia em jogos de ida e volta. Ganhou uma e perdeu uma, mas o Bahia passou à final pela melhor campanha da primeira fase – foi o primeiro, com 52 pontos e apenas duas derrotas. O ECPP perdera sete vezes)

7.      2013 – 4º (Foi o campeão do primeiro turno. Bahia, Vitória e Feirense só entraram na segunda fase, quando o Vitória da Conquista foi o último do seu grupo e ficou de fora da semifinal, embora, pelo regulamento, etenha sido considerado o quarto colocado final, pelo desempenho na primeira fase. Coisas do Campeonato Baiano).

8.      2014 – 3º (Só entrou na segunda fase, porque competiu na Copa do Nordeste. Ficou em segundo no grupo A, que tinha Vitória, Galícia e Jacuipense. Ficou em terceiro e disputou a semifinal com o Vitória, enquanto o Serrano, que foi o campeão da 1ª fase, enfrentou o Bahia, perdendo as duas partidas – 2 a 1 e 6 a 0. Disputou o terceiro lugar com o Serrano e venceu.)

9.      2015 – 2º (Acabou a primeira fase em primeiro lugar, com quatro pontos a mais que Bahia e Vitória. Invicto, ganhou quatro e empatou duas. Neste ano, houve quartas de final, disputadas com o Bahia de Feira e o time se manteve invicto, tendo empatado as duas partidas e passado à semifinal pela melhor campanha. Jogou a semifinal contra o Colo Colo, de Ilhéus, ganhou uma e empatou outra, credenciando-se para a final com o Bahia, que vencera o Juazeirense duas vezes. No primeiro jogo o Vitória da Conquista ganhou do Bahia por 3 a 0, em casa. A torcida estava certa de que aquele seria a taça mais garantida da história. O ECPP venceu oito partidas, duas contra o Bahia, e empatou cinco. Não tinha perdido nenhuma quando pisou no campo da Fonte Nova, para enfrentar um Bahia que tinha perdido três jogos no campeonato. A diferença é que o ECPP havia marcado 17 gols e o esquadrão 28, o melhor ataque do campeonato. E foi o que deu: o ataque do Bahia funcionou e sapecou 6 a 0 no Bode, desprezando o sonho da torcida alviverde e levando a taça. Até hoje tem torcedor triste. E também desconfiado.

10.  2016 – 9º  (Chegou a disputar uma repescagem com o Colo Colo, com o qual empatou uma e venceu uma – em casa).

11.  2017 – 4º (Neste ano ficou em quarto na primeira fase, com metade dos pontos do Vitória, que foi o primeiro, e a mesma pontuação da Jacuipense, que tinha menor saldo de gols. Fez a semifinal com o Vitória, empatando em casa por 1 a 1 e sendo goleado no Barradão por 5 a 0. O Fluminense de Feira, que perdeu as duas partidas da semifinal para o Bahia, ficou com a terceira colocação pelo melhor desempenho na primeira fase).

12.  2018 – 9º, penúltimo lugar (Depois do quarto lugar no ano anterior, acreditou-se que o Vitória da Conquista faria um bom campeonato em 2018. Não aconteceu. O time venceu apenas dois jogos e perdeu os outros sete, um pífio desempenho de 22%. Por pouco não caiu).

13.  2019 – O time começou mal. Perdeu as duas primeiras partidas e empatou a terceira em casa. A recuperação começou com a mudança de técnico, no jogo contra a Jacuipense, em Riachão do Jacuípe, 2 a 1 para o Bode. Venceu o Jequié, em seguida, jogando em casa. Perdeu para o Bahia, também em casa e venceu o Fluminense, em Feira de Santana, por 3 a 1. Chegou a 10 pontos, aproveitamento de 47,62%m e se vencer neste domingo se garante no G4, pode assumir a liderança deixando Bahia ou Vitória ou os dois para trás, e fica perto da sua sexta semifinal.

Quem sabe outra final e, finalmente, o título de campeão?

Anúncios

0 comentário em “A volta por cima | Se vencer Juazeirense hoje, Vitória da Conquista pode até passar Bahia e Vitória e assumir a liderança

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: