Mais um | Partido da base do governo Herzem Gusmão anuncia que pode ter candidato próprio a prefeito em 2020

Faltam ainda 544 dias para o primeiro turno da eleição de prefeito, que será no dia 4 de outubro do ano que vem, mas o assunto já está na pauta da imprensa e começa a ganhar destaque nas rodas de conversas e nas redes sociais. E o número de pré-candidatos a pré-candidatos aumenta a cada dia, sejam de oposição ao prefeito Herzem Gusmão (MDB) sejam de partidos que, em tese, estão do lado dele, como é o caso do Partido Republicano Brasileiro (PRB), que tem no vereador Pastor Sidney Oliveira o principal nome em Vitória da Conquista.

O vereador é da bancada de situação na Câmara de Vereadores, defende a administração do MDB, indicou pessoas para cargos de confiança, inclusive o filho, Eric Pereira, para a coordenação do Arquivo Público, mas já avisou, por meio do Blog do Fábio Sena, que tem um nome no bolso do paletó para 2020. Sidney Oliveira faz segredo de quem seja, mas é afirmativo: “Podemos ser hoje um partido médio, mas o pensamento é grande. Temos um candidato, mas não para ser terceira ou quarta via, mas um candidato com condições de assumir o executivo. Pensamos em voos altos e vamos conversar.”

Para o vereador do PRB, Herzem faz um bom mandato, mas precisa melhorar e aponta como uma das dificuldades as frequentes mudanças no secretariado. “A gente precisa que os secretários se fixem, para ter sequência, até para que as demandas dos vereadores tenham início, meio e fim, porque quando mudam, a gente tem que recomeçar e atrasa o processo.” [O primeiro escalão da prefeitura já teve 26 mudanças em 27 meses, envolvendo 35 nomes, entre os que saíram e os que apenas mudaram de cargo, além da presidência da Emurc].

Apesar de, ao mesmo tempo, fazer parte da base do prefeito e dizer que tem um nome para concorrer com o próprio, o PRB, segundo o vereador Sidney Oliveira, pode seguir um terceiro caminho. Ele diz que o partido não considera impossível outra aliança para 2020: “Porque nós somos abertos ao diálogo, com esquerda, extrema-direita, direita, centro. Não temos essa dificuldade. Não há probabilidade de o partido não caminhar com quem quer que seja. A gente pensa, sim, em o partido caminhar, participar ativamente dos destinos da cidade”.

Leia a entrevista completa clicando aqui.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente