Anúncios
Gente Política

Conquista | Em meio a crises na gestão, prefeito Herzem Gusmão expressa fé com postagens bíblicas nas redes sociais

Neste mês de abril o prefeito Herzem Gusmão teve que demitir a secretária do Meio Ambiente, uma das que ele mais elogiava; recebeu uma determinação judicial para demitir procuradores jurídicos nomeados em confiança (não concursados) e outra para cancelar o aluguel de ambulâncias do Samu 192; e viu a crise no transporte público tomar proporções ainda mais desgastantes do que sempre, quando a empresa de ônibus Cidade Verde cancelou cinco das linhas que opera no lugar da Viação Vitória e avisou ao município que deixará de rodar nas demais linhas do lote emergencial em 31 de maio.

Quem está de fora imagina que não tem sido fácil para o prefeito administrar os desgastes e manter a tranquilidade para governar. Todos os meses, mais de uma polêmica se apresenta para tornar mais críticos os índices de impopularidade da gestão, considerada por colaboradores, seguidores e até uma parte da oposição, como regular ou boa no quesito de realizações, especialmente pavimentação de ruas, com a utilização das verbas do PAC 2 que a administração anterior deixou de investir. Mas, de acordo com correligionários e ex-correligionários de Herzem, polêmicas desnecessárias, discursos raivosos, falta de diálogo, erro de foco na comunicação, falta de capacidade administrativa e/ou traquejo político de vários secretários e a pouca paciência do prefeito com as críticas, sejam de adversários ou não, estariam colocando uma sombra sobre o trabalho feito, impedindo que a população o reconheça.

Apesar da impopularidade da gestão e da sequência de crises, quem conversa com Herzem diz que ele demonstra tranquilidade e confiança de que a população perceberá a tempo [entenda-se: até a eleição] o esforço que está sendo feito. “O prefeito não está preso a este momento, a visão dele é maior e projeta o futuro da cidade, como Conquista vai estar ao completar 200 anos, em 2040”, falou ao BLOG um membro do governo. Na opinião do próprio prefeito, o desgaste é temporário e patrocinado pelos adversários, que usariam para isso a imprensa petista. Além do que, ele diz, a animosidade é inerente a quem está no poder. “Encaro com normalidade”.

Encara com normalidade e fé, expressa em seu bordão mais usual, “Deus no comando”, dito no início e no final de quase todos os seus discursos e entrevistas. Herzem afirma que acredita em palavras proféticas que tem ouvido, por isso a confiança de que as turbulências passarão. E esta semana, o prefeito decidiu demonstrar ainda mais a sua fé. Para isso, usou as suas redes sociais.

A página que o prefeito Herzem Gusmão mantém no Facebook e o seu perfil no Instagram ganharam no sábado a postagem de um vídeo sobre o Salmo 91, considerado o mais lido da Bíblia (a autoria do salmo é indefinida, alguns estudiosos o atribuindo a Moisés, pela linguagem, e outros a Davi, autor de outros 73 cânticos). Já neste domingo a postagem só estava no Facebook, não aparecia no Instagram. Mas apareceu no site do prefeito, o Blog da Resenha Geral, que também publicou hoje cedo o hino protestante Castelo Forte (Ein feste Burg ist unser Gott, em alemão).

O salmo narrado no vídeo postado por Herzem é a tradução da nova versão internacional, disponível no site Bíblia Online.

  1. Aquele que habita no esconderijo do altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.
  2. Direi do Senhor, ele é o meu o Deus, o meu refugio, a minha fortaleza e nele confiarei.
  3. Porque ele te livrará do laço do passarinheiro e da peste perniciosa.
  4. Ele te cobrirá com as suas penas e debaixo de tuas asas te confiará. A sua verdade será teu escudo e broquel.
  5. Não terás medo do terror de noite, nem da seta que voa de dia.
  6. Nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola o meio-dia.
  7. Mil cairão ao teu lado e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti.
  8. Somente com teus olhos contemplarás e verás a recompensa dos ímpios.
  9. Porque tu, ó Senhor, és o meu refúgio. No Altíssimo fizestes a tua habitação.
  10. Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda.
  11. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.
  12. Eles te sustentarão nas suas mãos, para que tropeces com o teu pé em pedra.
  13. Pisarás o leão e a cobra; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente.
  14. Porquanto, tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome.
  15. Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei.
  16. Fartá-lo-ei com longura de dias e lhe mostrarei a minha salvação.

O hino Castelo Forte faz parte do livro de canções Cantor Cristão Batista, com o número 323. Foi composto em 1521 por Martinho Lutero (Martin Luther nascido em 1483 e falecido em 1546, na mesma cidade de Eisleben, região da Saxônia-Turíngia, parte do Sacro Império Romano-Germânico  época), criador da Igreja Protestante (hoje mais chamada de evangélica).

Castelo Forte

Castelo forte é nosso Deus, espada e bom escudo.
Com Seu poder defende os Seus,
Em todo transe agudo
Com fúria pertinaz, persegue satanás.
Com artimanhas tais, e astúcias tão cruéis,
Que iguais não há na terra!

A nossa força nada faz, estamos sim perdidos.
Mas nosso Deus socorro traz, e somos protegidos.
Defende nos Jesus, o que venceu na cruz.
Senhor dos altos céus, e sendo o próprio Deus,
Triunfa na batalha!

Se nos quisessem devorar, demônios não contados.
Não nos podiam assustar, nem somos derrotados.
O grande acusador, dos servos do Senhor.
Já condenado está, vencido cairá,
Por uma só palavra!

Sim que a palavra ficará, sabemos com certeza.
E nada nos assustará, com Cristo por defesa.
Se temos de perder, os filhos, bens mulher.
Embora a vida vá, por nós Jesus está,
E dar-nos-á Seu Reino!

Anúncios

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 56 anos de idade, 40 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

0 comentário em “Conquista | Em meio a crises na gestão, prefeito Herzem Gusmão expressa fé com postagens bíblicas nas redes sociais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: