Anúncios
Política

Política suja, política porca | Vereador do MDB lava roupa suja na Câmara de Vitória da Conquista


O presidente da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista, Luciano Gomes (PR), tem se esmerado na condução das sessões, além disso, há uma maioria de vereadores que pontuam suas atuações no decoro e na elegância no trato com os colegas e, especialmente, com o público, razão de ser dos mandatos dos parlamentares. Mas, frequentemente, as reuniões ordinárias no legislativo conquistense descambam para desgastantes trocas de farpas, adjetivos inadequados e, não raro, agressões verbais e até início de tumultos. E isso não é de hoje.

Recentemente, quem ficou impactado com o clima de embate barulhento e virulento foi o respeitado Xangai, cantor, compositor e nome que representa Vitória da Conquista em todo o país, com seu talento. Justamente no dia em que ele estava na Câmara para comemorar a aprovação da lei que instituiu no município o Dia Mundial da Paz e da Conciliação (22 de julho) e uma moção de aplauso ao seu amigo também cantador e compositor Evandro Correia. Na oportunidade, Xangai disse que “a raiva é um punhal apontado para o próprio peito”. Falou que ouviu pronunciamentos tranquilos, mas muitos mais exaltados. “A estes recomendo humildemente que amansem o coração para que a ideia possa ser mais absorvida por todos os outros, inclusive os que têm pensamento contrário”.

Na sessão desta sexta-feira (7), os ânimos não chegaram a se exaltar, mas o vereador Osmário Lacerda, do MDB, que já orou e cantou hino evangélico na tribuna da Câmara, fez duras críticas ao secretário municipal de Agricultura, Gilmar Ferraz, que, como ele, é do MDB e vereador eleito, licenciado para assumir o cargo de secretário.

Ao discursar, Osmário fez menção a fala do presidente da Câmara, Luciano Gomes, que também criticou o secretário Gilmar, na sessão itinerante ocorrida no distrito de José Gonçalves. Luciano teria dito que o ex-vereador não tem feito o seu trabalho devidamente. Mas, Osmário foi mais duro.

Para ele, Gilmar Ferraz faz uma política suja, porca. O parlamentar afirmou que durante anos, os vereadores trabalharam para que a zona rural do município não seja tão sofrida, porém, segundo ele, o secretário de Agricultura tem utilizado a máquina pública para fazer política na sua região. O vereador afirmou também que o administrador de seu distrito, Peu de Veredinha, chegou nesse cargo por intermédio do próprio Osmário e hoje está do lado de Gilmar.

Segundo matéria publicada no site da Câmara de Vereadores, Osmário Lacerda disse que havia ido até a Secretaria de Serviços Públicos pedir a liberação de um trailer de lanche na praça em frente à sua residência, em Veredinha, mas teve seu pedido recusado. Disse o vereador que, nesta sexta, um fiscal da prefeitura foi a uma barraca montada no mesmo local e notificou o proprietário, mas, o administrador da localidade rasgou a notificação, em ato que caracterizaria a liberação de funcionamento da barraca, ao contrário do que acontecera com o pedido de Osmário.

O vereador, correligionário de Gilmar Ferraz, considerou o acontecido como uma falta de respeito não apenas a si, mas também ao prefeito, o que levou Osmário a desabafar e dizer que “Veredinha não tem que ter essas pessoas do seu lado, a região merece gente melhor”. A menção à política suja e porca não foi reproduzida pelo site da Câmara de Vereadores, segundo uma fonte por solicitação do próprio Osmário à assessoria de comunicação da casa. Mas, o Blog do Anderson registrou.


Anúncios

0 comentário em “Política suja, política porca | Vereador do MDB lava roupa suja na Câmara de Vitória da Conquista

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: