Anúncios
Educação Política

Greve nas universidades estaduais perto do fim. Governo e ADs assinam termo de compromisso

O governo idealiza que a greve nas universidades estaduais da Bahia chegue ao fim na sexta-feira (14). Confia que as assembleias que serão realizadas no decorrer da semana aprovem os termos de um compromisso assinado em reunião que aconteceu, ontem, na Secretaria de Educação, com a participação do titular da SEC, Jerônimo Rodrigues; da secretária de Relações Institucionais, Cibele Carvalho; da deputada Fabíola Mansur (PSB) e dos deputados Hilton Coelho (PSOL) e Rosemberg Pinto (PT).

O termo de compromisso assinado pelos representantes do governo do Estado e pelos do Fórum das Associação dos Docentes das Universidades Estaduais (Fórum das ADs – UNEB, UEFS e UESB [release da Secretaria de Educação não relaciona a UESC), prevê que o governo, após o fim da greve, enviará projeto de lei à Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) com proposta de reestruturação do quadro de vagas da carreira de professor, permitindo até 900 promoções. Também serão garantidos recursos da ordem de R$ 36 milhões para que as quatro universidades apliquem em investimentos.

Outro ponto pactuado, de forma consensual, é que os salários dos professores serão pagos mediante reposição das aulas, devendo o plano de reposição ser submetido a Reitoria da Instituição de Ensino e à Secretaria da Administração do Estado (SAEB). A proposta é que se a greve acabar até dia 14 de junho, o Estado garantirá o pagamento integral do salário do mês de junho e mediante execução do plano de reposição das aulas, será pago o mês de maio junto com o mês de julho, e, em sequência, os dias de greve do mês de abril serão pagos no mês de agosto mediante execução do plano de reposição de aulas.

Outro compromisso assumido pelo governo é a instalação, até 72 horas após o encerramento da greve, de uma nova mesa para negociação de outros pontos colocados pelas ADs envolvendo as outras secretarias de Estado, a exemplo da Fazenda (SEFAZ) e Administração (SAEB).

Para o secretário Jerônimo Rodrigues, sem querer extrapolar o papel do governo estadual, já que  a decisão de aceitar as propostas e encerrar ou não a greve será tomada pelas assembleias dos docentes das universidades, a reunião e as propostas acordadas foram muito positivas. Ele disse que o período de greve serviu para ponderar aquilo que o governo acha importante, “mas não abrimos mão de reconhecer a importância das universidades para o desenvolvimento da Bahia. Em momento algum, o governador ou qualquer órgão de governo duvidou disso. E estamos confiantes com os pontos pactuados”.

ADUSB

Não houve nota ou outra manifestação da Associação dos Docentes da Uesb depois da reunião para a imprensa ou nas redes sociais. O mesmo ocorrendo com o Fórum das ADs. No site da Adusb consta a informação de que nesta terça-feira (11) ocorrerá reunião dos comandos de greve. Até sábado (8), o indicativo do fórum é de assembleias docentes conjuntas na quarta-feira (12). Nesta data os professores discutirão o termo de compromisso do governo do Estado e decidem se retornam às aulas. Para o dia 14, sexta-feira, data colocado pelo governo como limite para que os salários de junho sejam pagos integralmente, está marcada uma greve geral no país.

Anúncios

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 56 anos de idade, 40 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

0 comentário em “Greve nas universidades estaduais perto do fim. Governo e ADs assinam termo de compromisso

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: