Anúncios
Ações Governamentais Meio Ambiente Política

Governador diz que burocracia do governo federal atrapalha, mas barragem do Catolé começa este ano

Durante o Bate Papo com internautas, ontem (16), por meio das suas redes sociais, o governador Rui Costa respondeu a perguntas enviadas pelo BLOG e falou sobre a inauguração da Policlínica Regional de Vitória da Conquista, da implantação de um centro de traumatologia no prédio do antigo Hospital Afrânio Peixoto, no bairro Ibirapuera, e da barragem do Catolé, cujo início está atrasado.

Rui Costa informou que a policlínica será inaugurada no dia 16 de agosto, mas que amanhã (17) ele virá à cidade “dar uma checada para ver se está tudo em ordem” e poder confirmar a data.

Já sobre a unidade de ortopedia, o governador disse que o projeto executivo está sendo finalizado e em breve abrirá a licitação. Denominado de Centro de Traumatologia, a unidade servirá para desafogar o Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC). “Como o volume de cirurgias ortopédicas é muito grande, para aliviar o Hospital de Base, nós vamos montar essa unidade para ser apenas unidade de ortopedia” explicou Rui. Com o Centro de Traumatologia, os leitos que atendem à ortopedia no HGVC serão liberados para outros procedimentos.

Com relação à barragem, o governador da Bahia disse que o início das obras não se deu ainda por causa da burocracia do governo federal. “Uma novela parecida com a do aeroporto. Ou seja, é uma verdadeira peregrinação, corrida de obstáculo. Toda vez que a gente tem que fazer algo com o governo federal a burocracia multiplica-se por dez”. Ele usou como exemplo a demora para liberação de recursos para a construção do novo aeroporto, que será inaugurado na próxima terça-feira (23).

“Para se ter ideia, começamos o aeroporto em 2012 e só conseguimos concluir o desembolso do governo federal no ano de 2018, o ano passado”, ressaltou. A dificuldade estaria se repetindo com a obra da barragem, disse o governador. “Na barragem é a mesma coisa. Nós tentamos algumas vezes, mas a licitação está feita, o contrato está assinado e a empresa vencedora já entregou os projetos”. Os projetos executivos estão sendo ajustados, de acordo com Rui Costa, para que a obra possa começar este ano.

Sobre o fato de a OAS, vencedora da licitação para fazer a barragem do Catolé, estar em recuperação judicial e, segundo a imprensa, credores e o próprio Ministério Público, poder entrar em falência a qualquer momento, colocando em risco também a continuidade de obras que ela vem realizando para o governo do Estado, como a nova ponte do Pontal, em Ilhéus, o governador Rui Costa falou que “se tiver qualquer problema, nós chamamos o segundo [colocado na licitação] ou, eventualmente, fazemos uma nova licitação” para levar adiante o projeto da barragem do Catolé, com capacidade para armazenar 24 bilhões de litros de água – quatro vezes mais que Água Fria 2 (6,4 bilhões de litros).

Para Rui Costa, Vitória da Conquista pode ficar tranquila, pois “não há risco de a obra não começar”. O governador voltou a garantir que a obra é uma prioridade absoluta do governo dele. “Essa obra será tocada, como eu já garanti a Vitória da Conquista. Essa é uma prioridade absoluta do meu governo, para que a gente resolva o problema de água de Conquista pelos próximos 50 anos. Então, essa obra começa, com fé em Deus e com nossa determinação, ainda este ano”.

VEJA O VÍDEO EM QUE RUI COSTA RESPONDE A PERGUNTAS DO BLOG

Anúncios

0 comentário em “Governador diz que burocracia do governo federal atrapalha, mas barragem do Catolé começa este ano

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: