Anúncios

Conquista | Homem assassinado no domingo tinha sido baleado há quatro anos, em situação parecida

banner728x90_POLICLINICA1

Domingo, 17 de maio de 2015, Charle Souza Freire estava dentro de um carro na porta de sua casa, na Avenida Itabuna, no bairro Brasil, em Vitória da Conquista, quando um homem se aproximou e começou a atirar. Charle, que estaria com uma garota no banco do carona, foi alvejado por vários tiros, mesmo assim, correu para dentro de casa, onde aguardou pelo socorro do Samu 192. Levado para o Hospital Regional de Vitória da Conquista (Hospital de Base), Charle conseguiu sobreviver.

Domingo, 12 de agosto de 2019, Charle Souza Freire, estava dentro de um carro perto de uma pizzaria, na Praça do Cajá, bairro Brasil, em Vitória da Conquista, quando uma moto se aproximou e o carona deu vários tiros. As balas atravessaram o vidro dianteiro do veículo e atingiram Charles quatro vezes. Mesmo baleado, ele saiu do carro e entrou na pizzaria, onde esperou pelo socorro do Samu 192. Ele chegou a ser atendido e levado para o Hospital de Base, mas já era tarde. Charle morreu.

Ele tinha 38 anos e respondia por porte ilegal de arma de fogo. Estava em liberdade em face de um habeas corpus. Há registros de, pelo menos, três prisões de Charle Souza Freire por porte ilegal de arma. Segundo o processo 000933212.2012.8.05.0274, que tramita no Tribunal de Justiça da Bahia, Charle foi preso no dia 25 de maio de 2012, por desobediência ao artigo 14, da Lei 10.826/2003, que proíbe portar, manter sob guarda ou ocultar arma de fogo, acessório ou munição, de uso permitido, sem autorização e em desacordo com determinação legal ou regulamentar, sob pena de dois a quatro anos de reclusão e de multa.

De acordo com o blog Nildo Freitas, no dia 11 de abril de 2013, Charle, então com 32 anos, foi preso mais uma vez por agentes da Delegacia de Homicídios (DH) por porte ilegal de arma de fogo e munições. A matéria informa que Carle era ex-presidiário e acusado pela polícia de faze parte de uma quadrilha envolvida com homicídios, tráfico de drogas e a prática de assaltos a postos de combustíveis na cidade.

Em 2014, outra prisão de Charle, pelo mesmo motivo. Segundo o BlitzConquista, ele foi preso pela Polícia Militar, no bairro Guarani, com uma pistola calibre 380, municiada, arma na cintura.

Collage14_08_2019_08_40_00
Acima, carro em que Charle estava em 2015. Abaixo, vidro dianteiro perfurado de balas do carro em que Charle estava domingo
Anúncios

Comente

%d blogueiros gostam disto: