Internautas contestam pesquisa com avaliação negativa de Bolsonaro na Bahia

A publicação pelo BLOG da pesquisa realizada pelo Instituto Paraná em parceria com o site Bahia Notícias e divulgada ontem (22), com dados sobre a avaliação do governador Rui Costa e do presidente Jair Bolsonaro, foi contestada pela maioria dos internautas que comentaram nas postagens, nos diversos grupos do Facebook onde o link da matéria foi publicado. Foram quase 400 comentários, de 294 pessoas diferentes, e a maioria não gostou do resultado.

As reações foram as mais diversas, a começar pelas ofensas ao jornalista que escreve o BLOG, ataques ao governador e ao PT e a simples discordância dos números apresentados pela pesquisa Paraná/BN. Para os comentaristas, Rui Costa não poderia estar com a aprovação em alta porque “a Bahia tem a pior educação do Brasil” ou porque “ele não dá aumento de salário há anos aos servidores estaduais”, entre outros exemplos e, basicamente, por ser do PT, partido que estaria associado à corrupção. Os que concordaram com os percentuais favoráveis a Rui destacaram os números da reeleição dele e a quantidade de obras que o governador estaria realizando em todo o estado.

Para os que contestaram o percentual de rejeição de Bolsonaro, segundo a pesquisa, as duas linhas de defesa mais repetidas é de que se trata de fake news e que ele está combatendo a corrupção e consertando a destruição da moral comandada pelo PT e pela esquerda, por isso  pesquisas como a divulgada esta semana são encomendadas e os números inventados com o objetivo de atingir o presidente. Entre os que acham que a reprovação a Bolsonaro se justifica listaram, entre outras críticas, a reforma da Previdência, o corte de direito de trabalhadores e as recentes queimadas na Amazônia.

A reação à publicação é uma confirmação de que a política brasileira é um campo minado na atualidade. Para a imprensa, a pressão é enorme. Os ataques não são exclusividade dos eleitores de Bolsonaro, também acontecem quando a manchete (a maioria só lê a manchete) menciona eventuais fatos positivos sobre o governo Bolsonaro ou acerca do prefeito Herzem Gusmão, por exemplo. Mudam os nomes e as fotos, mas as reações são muito semelhantes. Parodiando a famigerada frase do bandido bom, imprensa boa é imprensa do meu lado.

Dos 396 comentários feitos, até as 9h30 da manhã desta sexta-feira, à postagem do link (o título, lembrando), 60,85% defendiam Bolsonaro e atacavam Rui Costa, o PT, o instituto de pesquisa e o BLOG. Eram 31,06% os que davam razão à pesquisa quanto a Rui Costa. Considerando apenas as pessoas, já que muitos fizeram mais de um comentário, o percentual passa a ser de 57,48% de defensores do presidente e 31,63% contra ele e a favor de Rui Costa ou do PT. Mas, também apareceram os que afirmaram não ser a favor de nenhum dos dois ou contra os dois. Contamos 32 pessoas nessa condição, ou 8,8% do total de internautas participantes e 10,88% dos comentários.

Os percentuais acima não têm qualquer valor estatístico e não podem ser considerados exatos, já que a contagem pode conter erro, mas são o mais aproximado possível. Optamos por apagar todos links postados nos diversos grupos em razão da quantidade de ofensas e ataques desferidos pelos internautas participantes – entre si, contra o BLOG, contra o PT, contra Bolsonaro, contra a informação, enfim.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente