Anúncios

Saldo negativo | Em 7 meses, comércio, serviços e agropecuária demitem mais do que contratam em Conquista

Os setores de serviço, comércio e construção civil demitiram mais do que empregaram no mês de julho, em Vitória da Conquista, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados esta semana. O Caged, do Ministério do Trabalho e Emprego, é o órgão do governo federal responsável pelo registro permanente de admissões e dispensa de empregados, sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), os empregos formais, de carteira assinada. O desempenho dos três setores, que respondem por 78% dos empregos com carteira assinada no município influenciou no saldo negativo do mês, mas o desempenho geral é melhor do que o mês de junho. Este mês, o resultado entre admissões e desligamentos foi de três empregos a menos, já no mês anterior foram 140.

No acumulado dos sete primeiros meses do ano Vitória da Conquista contratou 11.969 pessoas e dispensou 12.009, saldo negativo de 40. Em seis meses, de janeiro a junho, ocorreram 10.239 admissões ante 10.276 desligamentos, saldo negativo de 37, com os três empregos perdidos de julho representou o quadro ficou mais desfavorável. E se só não ficou pior por causa do desempenho da indústria, que produziu mais e por isso contratou mais (270) e demitiu menos (225), com saldo positivo de 46 empregos mantidos. A agropecuária também colaborou positivamente, com 48 contratações formais, 26 demissões, diferença de 22. O comércio teve 49 empregos a menos, com 484 contratações e 533 desligamentos, enquanto serviços, o maior empregador do município, assinou 645 carteiras, mas demitiu 652 trabalhadores, diferença negativa de sete.

Outros setores: administração pública, 15 contratações com carteira assinada e 8 desligamentos, saldo positivo de sete; serviços industriais e de utilidade pública, seis admissões e cinco demissões, saldo de um e atividade extrativa mineral, um emprego, uma demissão.

No período de 12 meses, Vitória da Conquista aparece como o quinto maior empregador no ranking dos 12 maiores municípios do estado, incluindo Salvador, mas, considerando o saldo entre contratações e desligamentos, fica em 7º, com 20.266 admissões com carteira assinada e 19.647 demissões, saldo positivo de 619.

SALDO DE EMPREGOS POR SETOR – JULHO

ATIVIDADE ADMISSÕES DESLIGAMENTOS SALDO EMPREGOS FORMAIS*
SERVIÇOS 645 652 -7 25.635
INDÚSTRIA 270 225 46 10.472
COMÉRCIO 484 533 -49 17.548
SERVIÇOS INDUSTRIAIS DE UTILIDADE PÚBLICA 6 5 1 495
ADM PÚBLICA 15 8 7 268
EXTRATIVA MINERAL 1 1 0 180
AGROPECUÁRIA 48 26 22 1.507
CONSTRUÇÃO CIVIL 261 284 -23 3.518
GERAL 1.730 1.733 –3 59.623

* Mês referência janeiro de 2019

SALDO DE EMPREGOS* POR SETOR – DE JANEIRO A JULHO

SETOR ADMISSÕES DEMISSÕES SALDO
SERVIÇOS 4.586 4.345 241
COMÉRCIO 3.352 3.615 -263
INDÚSTRIA 1.843 1.992 -149
CONSTRUÇÃO CIVIL 1.726 1.660 66
AGROPECUÁRIA 345 290 55
SERVIÇOS INDUSTRIAIS DE UTILIDADE PÚBLICA 61 50 11
ADM. PÚBLICA E AUTÁRQUICA 51 37 14
EXTRATIVA MINERAL 5 20 -15
GERAL 11.969 12.009 -40

*  Na ordem dos maiores geradores de emprego

DESEMPENHO NA MANUTENÇÃO DOS EMPREGOS DE CARTEIRA ASSINADA EM 12 MESES – MAIORES MUNICÍPIOS (RANKING POR SALDO)

ADMISSÕES DESLIGAMENTOS SALDO
SALVADOR 183.266 180.305 2.961
CAMAÇARI 25.222 22.341 2.881
BARREIRAS 12.754 10.265 2.489
ILHÉUS 7.336 6.118 1.218
JEQUIÉ 5.497 4.667 830
JUAZEIRO 16.026 15.281 745
VITÓRIA DA CONQUISTA 20.266 19.647 619
PORTO SEGURO 12.382 11.784 598
LAURO DE FREITAS 37.008 36.038 483
FEIRA DE SANTANA 33.857 33.866 -3
TEIXEIRA DE FREITAS 8.126 8.817 -691
ITABUNA 7.929 8.652 -723

 

RESULTADO HISTÓRICO DE 12 MESES

MÊS ADMISSÕES DEMISSÕES SALDO
FEV 18 – JAN 19 20.820 19.300 1.520
MAR 18 – FEV 19 21.078 19.498 1.580
ABR 18 – MAR 19 20.810 19.381 1.429
MAI 18 – ABR 19 20.666 19.468 1.198
JUN 18 – MAI 19 20.420 19.688 732
JUL 18 – JUN 19 20.245 19.620 625
AGO 18 – JUL 19 20.266 19.647 619
GERAL 20.658,1 19.492,5 1.165,6

 


FONTE: CAGED/MTE

Anúncios

Comente

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: