Um dos presos pela Rondesp hoje é acusado de feminicídio ocorrido em julho, em Vitória da Conquista

Suspeito de ser um dos autores dos homicídios de duas pessoas no sábado (31), um dos homens que foram presos hoje pela Rondesp, depois de tentarem se esconder dentro do Hospital Esaú Matos, em Vitória da Conquista, tinha prisão temporária decretada pela Justiça e estava sendo procurado pela Polícia Civil, pelo feminicídio de Eliane de Jesus, no dia 6 de julho deste ano. Breno Diego Rodrigues Santos foi apontado como autor do crime pela própria Eliane, que chegou a ser atendida no Hospital Geral de Vitória da Conquista, pelo companheiro dela, Juarez de Jesus Soares, que foi baleado, mas sobreviveu, e por testemunhas, segundo a Polícia Civil.

De acordo com a Delegacia de Homicídios, Breno teria invadido a casa de Eliane, no bairro Nova Cidade, em Vitória da Conquista e, depois de uma discussão por motivo passional, atirou contra ela e o companheiro. Os dois foram socorridos e levados para o Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), mas a mulher não resistiu.

Segundo a Polícia Civil, as vítimas foram ouvidas no hospital e apontaram Breno como o autor dos disparos, o que teria sido confirmado por testemunhas, inclusive parentes dele. Após atirar no casal, o autor fugiu levando a arma usada no crime.

Breno teve passagem policial, em 2017, por crime previsto na Lei Maria da Penha, de acordo com a polícia, e já havia sido preso pela Rondesp, em abril do ano passado, por tráfico de drogas.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente