Anúncios
Polícia

Polícia Militar detalha prisão de falso agente federal em Vitória da Conquista

Um homem foi preso no início da tarde de hoje (4), em Vitória da Conquista, por tentar se passar por agente federal, com distintivos e documentos falsos, e por ameaçar de prisão um advogado. O episódio já foi noticiado aqui. A 77ª Companhia Independente de Polícia Militar (77 CIPM) detalhou a ação dos policiais militares no caso.

Segundo boletim enviado à imprensa, por volta das 13h30min, a guarnição da VTR 7710, foi acionada pelo Centro Integrado de Comunicação (CICOM) e orientada a manter contato com a solicitante Suilane Novais Lima [advogada, presidente da Comissão de Prerrogativa da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)], que aguardava os policiais em frente à agencia do Banco Itaú, na Avenida Francisco Santos, Centro. A guarnição foi até o local indicado e ficou sabendo pela advogada que no interior da agência estava Carlos Alberto da Silva Ribeiro que, mais cedo,  por volta das 9h30min, verbalizou voz de prisão ao advogado Lucas Silva Rezende, afirmando ser agente público federal. Os PMs foram informados que o advogado já tinha formalizado ocorrência policial no Disep e verificado que Carlos Alberto não é servidor público, ou seja, estava usurpando função pública.

Diante das informações prestadas, os policiais entraram no banco e abordaram o apontado, solicitando dele documentos que comprovassem identidade e/ou cargo ou função pública e que ele apresentou documento de identidade civil com o nome de Carlos Alberto da Silva Ribeiro, sendo avisado que havia uma acusação contra ele e foi solicitado a acompanhar os policias até o Disep para maiores esclarecimentos.

Quando os PMs fizeram revista pessoal no suspeito, viram que ele levava na cintura uma pistola de ar comprimido e um distintivo de identificação de Perito Civil. Conduzido Carlos Alberto ao Disep, durante a sua apresentação aos plantonistas foram encontrados em sua pasta executiva um cartucho calibre calibre .22, dois cilindros de ar comprimido e os seguintes documentos: quatro carteiras de Oficial Avaliador (referentes ao Poder Judiciário do Estado da Bahia); uma carteira de Identificação de Juiz de Paz com brasão Federal; uma carteira de Oficial de Justiça Federal; uma carteira de Delegado de Defesa dos Direitos Humanos Federal; uma carteira de Agente de Proteção da Infância e Juventude Federal; uma carteira de Juiz Arbitral Federal; uma carteira de Oficial de Mediação e Conciliação Federal, todos com o nome dele.

Também foram encontrados uma carteira de Agente de Proteção da Infância e Juventude em nome de Gilvanete Vasconcelos Souza; um cartão magnético da Caixa Econômica Federal; um cartão magnético do Banco do Brasil; um cartão magnético do Banco Santander – todos em nome dele; um cartão magnético do banco Itaú em nome de Conselho I. M. Conciliatório; três cartões de bilhete eletrônico de transporte; um distintivo com Brasão Federal de Agente do Poder Judiciário; dois distintivos com Brasão Federal de Oficial de Justiça do Poder Judiciário; um crachá com indicação de Delegado de Direito Humanos também em nome Carlos Alberto (como se fosse do Conselho da Infância e Direitos Humanos); um aparelho de telefone celular marca SAMSUNG e um aparelho de telefone celular marca LG.

O suspeito e todo material foram colocados à disposição do delegado plantonista para as medidas legais, ressaltando que Carlos Alberto não explicou a origem ou finalidade dos documentos citados.

Anúncios

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 56 anos de idade, 40 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

0 comentário em “Polícia Militar detalha prisão de falso agente federal em Vitória da Conquista

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: