Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista quer viabilizar emendas para ajudar Santa Casa

Preocupada com a situação financeira da Santa Casa de Misericórdia, que tem causado dificuldade para atendimento de pacientes de Vitória da Conquista e região no Hospital São Vicente, a Câmara de Vereadores vai buscar emendas do Orçamento da União, por meio dos deputados federais votados no município. Uma reunião na sexta-feira (18) ouviu do provedor Abimael Brito, do administrador do São Vicente, Paulo Gadas e do superintendente médico Ricardo Alexandre Ferreira sobre as principais demandas da entidade e discutiu formas de ajudar a solucionar as dificuldades enfrentadas.

A reunião foi coordenada pelo presidente da Câmara de Vereadores, Luciano Gomes (PL), com apoio dos líderes das duas bancadas, Luis Carlos Dudé (PTB) e Márcia Viviane Sampaio (PT), e a presença de quase todos os vereadores.

Segundo o provedor Abimael Brito, em sido cada vez mais difícil manter eo atendimento, devido ao ‘arrocho’ sofrido pela instituição. “Agora, depois de mais de 10 anos com uma tabela defasada, a Prefeitura decidiu reduzir R$ 500 mil no valor do contrato, sob alegação de que não pode mais pagar os R$ 2 milhões, e o que nós vamos fazer para adequar se o SUS é o nosso principal parceiro?”, questionou, explicando que a Santa Casa vai completar 105 anos de existência, sendo uma instituição que além de prestar serviços de saúde, fomenta a economia e a renda local, sendo uma das maiores empregadoras de Conquista, com cerca de 900 funcionários, além de 286 médicos.

Ainda conforme Brito, a Santa Casa recebe, por ano, 12 parcelas do SUS, porém tem 14 pagamentos de salários, incluindo 13º salário e férias dos funcionários, ficando com um déficit de recursos enorme. “Temos que levar em conta que tudo sobe, mas os valores que recebemos estão congelados há anos, não somos maus gestores, trabalhamos com o mínimo, daí a necessidade das emendas de custeio para nos dar um fôlego e para que possamos garantir o atendimento à população”, esclareceu.

Após as explicações de Abimael Brito, os vereadores se comprometeram a manter contato com os deputados para viabilizar as emendas, pois o prazo encerra no final deste mês.

O presidente Luciano Gomes garantiu manter contato com os vereadores que estavam ausentes e também marcar uma reunião dos vereadores e diretores da Santa Casa com o prefeito Herzem Gusmão para rever a questão da redução no valor do contrato. “Não podemos permitir que a população seja prejudicada com a falta de atendimento médico pelo Sistema Único de Saúde, a Santa Casa é um patrimônio de Vitória da Conquista e vamos lutar por ela”, concluiu.


COM TEXTO DA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO DA PMVC

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente