Para David Salomão, se Câmara autorizar Herzem tomar empréstimos, finanças do município serão comprometidas

O vereador David Salomão (PRTB) é, até agora, o único a declarar, abertamente, que vai votar contra os pedidos de autorização feitos à Câmara de Vereadores pelo prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), para tomar na Caixa dois novos empréstimos que somam R$ 60 milhões. Como os vereadores de oposição dizem que ainda analisam e há uma forte tendência de a maioria deles votar a favor, pode-se dizer que Salomão está sozinho. Sozinho, mas não calado. No seu estilo, gravou uma mensagem ao BLOG em que diz por quais razões está contra a proposta. Ele justifica que está preocupado com o futuro das finanças do município e com o uso eleitoreiro dos recursos. “Em véspera de eleição, [é um dinheiro] para o prefeito gastar como bem quiser e entender”, afirmou.

Para Salomão, se a Câmara autorizar os empréstimos vai comprometer as futuras gestões. “A Câmara existe para quê? Para proteger as finanças públicas. Independentemente do partido, o próximo gestor que pegar a Prefeitura vai pegar capenga e esse empréstimo alguém vai ter que pagar e quem vai pagar? Todos nós, os conquistenses, iremos pagar pela má administração que o prefeito já demonstrou ter”, reclama.

O vereador se queixa que o prefeito Herzem Gusmão ainda não conseguiu recursos federais para o município, o que poderia ter acontecido, segundo ele, se houvesse bons projetos. “Como é que esse prefeito não consegue um real de financiamento em Brasília? Estão lá em Brasília os recursos de toda nação, para ser investido nos municípios, basta ter um prefeito que faça bons projetos e vá buscar os recursos. Agora, um prefeito desmoralizado, que não conseguiu sequer um real de empréstimo em Brasília quer onerar o município, estragar com o município?”.

David Salomão fala que o município arrecada cerca de R$ 800 milhões por ano, mas reclama que não sobra dinheiro. Para ele, o investimento em propaganda é alto e se o governo parar de gastar nisso sobrarão recursos. “Se depender de mim, não vai acontecer, porque eu sou responsável pelas pessoas que confiaram em mim e a gente tem que proteger as finanças do município. E mais: essa Prefeitura entra mais de R$ 800 milhões por ano e o que é que ele está fazendo com esse dinheiro? Não tem dinheiro, não está sobrando dinheiro, então que se pare de gastar em propaganda. São milhões do dinheiro do povo em propaganda e ninguém diz nada. Só eu falando, gritando, bradando para todo mundo ouvir”.

“Eu sou contra [os empréstimos] por uma questão lógica: como é que o prefeito toma R$ 45 milhões, não paga um centavo desse primeiro e agora já quer tomar outro empréstimo?

Ora, a Caixa Econômica não está fazendo nenhum favor para Vitória da Conquista. A Caixa Econômica quer juro e juro sobre juro. Se não me engano, o montante da parcela desse empréstimo vai para mais de um milhão de reais.

Independentemente do partido, o próximo gestor que pegar a Prefeitura vai pegar capenga.

Estão lá em Brasília os recursos de toda nação, para serem investidos nos municípios. Basta ter o quê? Um prefeito que faça bons projetos e vá buscar o recurso.

Então, se depender de mim essa má administração não vai onerar as finanças do município, porque eu tenho compromisso, em primeiro lugar, com Deus, e segundo com o povo de Vitória da Conquista, que me deu confiança.”

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

1 thought on “Para David Salomão, se Câmara autorizar Herzem tomar empréstimos, finanças do município serão comprometidas

  1. O prefeito tá tomando o dinheiro para o bem da cidade, mas a opinião de quem quer ser candidato a prefeito claro que vai votar contra a cidade.
    Herzem tá sendo um ótimo prefeito…

Comente